Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

11/01/2017 - 15:11 - Atualizado em 20/04/2017 - 15:36
UFU publica medidas para reduzir gasto público em 2017
Despesas para aquisição de bens e prestação de serviços devem diminuir até 20%
por Autor: 
Diélen Borges

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) publicou, no dia 5 de janeiro, a Portaria R. Nº 121, que dispõe sobre medidas de racionalização do gasto público. A meta é reduzir em 10% a 20% as despesas a cada contratação para aquisição de bens ou prestação de serviços. 

"É uma ação que decorre do momento econômico que estamos vivendo. À instituição foi imposta uma restrição orçamentária”, explica o pró-reitor de Planejamento e Administração, Darizon Alves de Andrade. “A portaria é necessária porque dá força e responsabilidade para desenvolver a ação determinada pela administração superior. Não é uma ação extremamente agressiva, porque redução de 10% a 20% é factível”, avalia.

A Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Proplad) deve levantar a situação dos contratos para, em conjunto com as outras pró-reitorias e a Prefeitura Universitária, promover renegociações em favor da universidade. Até 28 de fevereiro, a Proplad vai elaborar um relatório de despesas e redução de gastos.

A Portaria R. Nº 121 estabelece racionalização nas contratações para locação de imóveis, máquinas, equipamentos, mão de obra e terceirização; apoio administrativo, técnico e operacional; locação, aquisição, manutenção e conservação de veículos; serviços de consultoria, cópia e reprodução de documentos, limpeza e conservação, telecomunicações e vigilância; aquisição de passagens aéreas, dentre outras necessidades.

A Prefeitura Universitária deve apresentar, até 30 de janeiro, proposta para redução e otimização do uso de veículos oficiais. O órgão também tomará medidas com relação a contratos e contas de energia elétrica, como adequação da demanda contratada, enquadramento tarifário e controle do consumo.

O pró-reitor da Proplad acredita que, com essas medidas, a UFU conseguirá manter um orçamento equilibrado ao longo de 2017. Andrade lembra ainda que a universidade seguirá com negociações em Brasília, especialmente junto ao Ministério da Educação, para aumentar o volume de seus recursos. “Nós recebemos o nosso orçamento com restrições em relação ao ano passado, mas os percentuais colocados nos permitem fazer uma projeção de equilíbrio financeiro para o final do período”, afirma o pró-reitor.

O orçamento global da UFU, previsto na Lei de Orçamentária Anual (LOA) de 2017, é de R$ 973,6 milhões. No que se refere às despesas discricionárias - aquelas sobre as quais a UFU tem alguma flexibilidade de execução - para o ano de 2017 foi diminuído nominalmente em pouco mais de 14,2%, que somado à inflação de 7,2% esperada para o ano representa uma queda real de receita de 21,4%.

Leia mais:

UFU apresenta balanço orçamentário de 2016

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2019. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal