Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

21/03/2017 - 09:10 - Atualizado em 24/03/2017 - 13:01
Coordenadores de cursos com nota máxima no Enade analisam resultado
Docentes de Administração, Jornalismo e Psicologia explicam fatores que os levaram ao topo de ranking do MEC
por Autor: 
Hermom Dourado

Provas da última edição do Enade ocorreram em novembro de 2015. (Fotos: Milton Santos)

No início deste mês, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tornou públicos os resultados da última edição do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Realizadas em 2015, as provas do Ministério da Educação (MEC) avaliaram os concluintes de 8.121 cursos de bacharelados nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e áreas afins e os Eixos Tecnológicos em Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design. De todas as instituições de ensino de Uberlândia que participaram do exame, apenas a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) teve cursos que obtiveram o conceito máximo, 5: Administração, Jornalismo e Psicologia.

 

Administração

De acordo com a equipe atualmente responsável pela coordenação do bacharelado em Administração, o desempenho dos alunos que fizeram o último Enade não é obra do acaso. “Este foi o segundo Enade e em ambos conseguimos o conceito 5. Antes dele, havia o ‘Provão’ e os cursos da Faculdade de Gestão e Negócios (Fagen) sempre tiraram nota máxima também nesta avaliação. Estes resultados são fruto de muito trabalho e do tipo de formação que buscamos oferecer aos nossos alunos, com foco na bagagem  quantitativa e também na generalista, discutindo, ao longo do curso, temas como finanças, marketing, operações, organizações e recursos humanos”, ressalta a professora Kárem Cristina de Sousa Ribeiro, diretora da Fagen.
 
O curso de Administração é oferecido presencialmente pela UFU nos períodos integral ou noturno. Outra opção nesta área de conhecimento é o curso de Administração Pública, disponibilizado pela Fagen na modalidade de Ensino a Distância (EaD) nos polos instalados em sete cidades, sendo duas delas no interior paulista – Araxá, Carneirinho, Patos de Minas, Uberaba, Uberlândia, Igarapava (SP) e Votuporanga (SP). “Esta expansão foi possível graças ao reforço que tivemos no corpo docente após o programa Reuni, passando de 25 para os atuais 69 professores – cerca de 90% já com o título de doutorado e o restante em processo de doutoramento. Somados estes cursos e o de Gestão da Informação, atendemos mais de 3 mil alunos”, informa o vice-diretor, professor Vinícius Silva Pereira.
 
Professores Luciano, Kárem e Vinícius destacam colocação de destaque que egressos de Administração têm obtido no mercado de trabalho em todo o mundo

Professores Luciano, Kárem e Vinícius destacam colocação de destaque que egressos de Administração têm obtido no mercado de trabalho em todo o mundo

 
Desde dezembro de 2016 responsável pela coordenação do bacharelado em Administração, o professor Luciano Ferreira Carvalho comenta que os formandos que fizeram o último Enade não foram submetidos a nenhuma preparação especial para esta prova: “O que fizemos foi enviar um e-mail de convocação para o exame e convidando-os para uma reunião com informações gerais sobre ele e também para a sensibilização sobre a sua importância, pois o que estava em jogo era o nome do nosso curso, o peso do diploma que eles vão carregar. Eles foram para a prova com a bagagem adquirida ao longo do curso e que tem possibilitado que vários de nossos egressos construam carreiras de sucesso tanto aqui no Brasil quanto no exterior, em países como China, Estados Unidos e alguns na Europa.”
 
Ainda conforme o coordenador, outro aspecto que tem sido decisivo para o fortalecimento deste e dos demais cursos da Fagen é o diálogo constante entre os representantes de todos os segmentos, em reuniões quinzenais de um Colegiado composto por cinco docentes, um discente e um técnico administrativo. Nestes encontros, todas as demandas são apresentadas e debatidas, sempre com possibilidade de implantação de mudanças para o aprimoramento de processos e a formação de profissionais cada vez mais qualificados e prontos para fazerem a diferença nos vários campos de atuação possíveis no mercado de trabalho.
 
 
Psicologia
 
Desde o segundo semestre de 2014 na função de coordenadora da graduação em Psicologia, a professora Carmen Lúcia Reis também interpreta o conceito máximo obtido na última edição do Enade como uma das evidências dos acertos de um novo projeto pedagógico, implantado no início desta década. “Nosso curso começou em 1991 e em 2011 fizemos uma reforma curricular para ajustes e adoção de novas diretrizes. Além deste conceito máximo na prova do MEC recém-divulgado, ano passado fomos ranqueados com cinco estrelas no ‘Guia do Estudante’. Tudo isso demonstra que estamos no caminho certo e nos motiva a continuar trabalhando para manter a qualidade do curso e melhorar o que for possível”, resume.
 
Fazendo um comparativo com a outra edição do Enade em que a UFU teve o seu curso de Psicologia avaliado, a coordenadora relata que o resultado da prova de 2012 foi motivado por um boicote realizado pelos concluintes que teriam que se submeter ao exame naquela oportunidade: “O pessoal queria protestar contra este sistema de avaliação e combinou de não fazer a prova. Os poucos alunos que não aderiram ao boicote tiveram bom desempenho, mas acabamos ficando com conceito 2. Desta vez não tivemos este tipo de resistência, pois os formandos se conscientizaram da importância da prova para o curso e para eles próprios. Tivemos apenas uma ausência, por motivo de viagem inadiável.”

Carmen Reis comenta que praticamente todos os docentes de Psicologia da UFU possuem título de doutorado

Questionada sobre os pontos fortes do curso, Carmen Reis aponta a estrutura física, com seis laboratórios desenvolvendo vários projetos de pesquisa e extensão, e o alto nível dos recursos humanos. “Dos nossos 44 docentes atuais, 43 possuem doutorado. Também contamos com o suporte de 12 técnicos, dos quais três são psicólogos que atuam na clínica-escola ou junto aos estudantes. É uma equipe que trabalha sempre em sintonia e com muito profissionalismo, mantendo uma interlocução constante com os estudantes”, frisa, acrescentando que, além das reuniões de Colegiado, outra tradição do curso são as reuniões pedagógicas entre os docentes, realizadas sempre às vésperas de início de semestre letivo.
 
A coordenadora pondera que tem consciência de que ainda há muito a se fazer para aprimorar o curso e melhorar ainda mais a qualidade dos psicólogos formados pela UFU. Para tal, conta ela, estão em curso as discussões para a elaboração de uma nova reforma na grade curricular: “Já realizamos duas amplas reuniões abertas à participação de todos os estudantes e professores do curso e novos encontros devem ocorrer. É um processo que estamos conduzindo com muito cuidado e atenção, focados no viés de garantir uma formação com bases sólidas e forte interlocução entre as questões teóricas e as práticas.”
 
 
 
Jornalismo
 
Após uma experiência durante 10 meses no ano de 2013, o professor Gerson de Sousa está em sua segunda passagem pela coordenação do curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da UFU. De posse do resultado do Enade 2015, ele comemora o desempenho obtido pelos formandos daquela turma, mantendo o conceito 5 que também havia sido conquistado pelos egressos que realizaram o exame em 2012. “De todos os estudantes que fizeram esta última edição da prova, apenas 5% conseguiram o conceito máximo. Entre os cursos, este índice de aproveitamento máximo foi ainda menor: 1,2%. Isto demonstra que não foi uma prova fácil, mas os nossos alunos estavam bem preparados para enfrentá-la”, argumenta.
 
O desempenho entra para a estatística positiva do curso, que também inclui a primeira colocação no ranking nacional divulgado pelo Inep em 2014. “Estamos confiantes de que vamos continuar no topo na próxima edição deste ranking, que também avalia toda a estrutura da universidade e o nosso projeto pedagógico. Ele já nasceu com um grande diferencial, que consiste na proposta de promover uma articulação e uma interlocução entre a grande área da Comunicação e a da Educação, pois estamos inseridos na Faculdade de Educação (Faced)”, aponta Sousa.
 
Ele explica que os jornalistas diplomados pela UFU passam por uma formação que busca tanto o aprofundamento conceitual quanto a experimentação prática. “Do primeiro ao quinto semestres eles precisam produzir o que chamamos de Projetos Interdisciplinares de Comunicação, numa articulação entre uma disciplina prática e várias teóricas. Já na metade final do curso, são criados e desenvolvidos dois produtos, sendo um Projeto Experimental de Comunicação em grupo e uma monografia individual. Desta forma, conseguimos entregar ao mercado um profissional com excelente bagagem conceitual e também na prática”, detalha.

Gerson de Sousa conversa com Giovana Santos (E) e Leidiane Campos (D), alunas que ajudaram o curso a manter o conceito 5 no Enade

Atualmente iniciando os estudos no mestrado profissional da Faced, Giovana Silveira Santos e Leidiane Cristina Campos estão entre os estudantes que realizaram o Enade 2015 e contribuíram para a obtenção do conceito 5 pelo curso de Jornalismo da UFU. Elas comentam que não houve nenhuma preparação especial para esta prova, mas isso não foi um problema. “Não foi cobrado nada que não tenha nos sido repassado ao longo do curso, o que nos deu segurança e tranquilidade para responder todas as questões”, diz Campos. Ao que Santos completa: “O fato de haver questões abertas foi muito bom para podermos mostrar que realmente apreendemos os conceitos e conteúdos fundamentais à nossa profissão. Este resultado reitera a qualidade da formação que recebemos aqui na UFU e valoriza o nosso diploma.”

 

=> Veja matéria da TVU sobre o desempenho de destaque destes três cursos da UFU no Enade 2015

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2019. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal