Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

08/03/2018 - 16:51 - Atualizado em 19/03/2018 - 14:00
Prefeitura Universitária inicia ação educativa de trânsito
Campanha orienta sobre infrações no interior dos campi
por Autor: 
Fabiano Goulart

 

Alameda central no Campus Santa Mônica (Foto: Fabiano Goulart)

A Prefeitura Universitária da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) deu início, nesta quarta-feira (7), a uma campanha educativa de trânsito no interior dos campi da instituição. O objetivo, segundo o prefeito universitário, João Jorge Ribeiro Damasceno, é sensibilizar e orientar os motoristas a seguirem, dentro dos espaços físicos da universidade, as regras do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), válidas para todo o território nacional. A motivação, explica Damasceno, foi a solicitação do Ministério Público Federal (MPF) encaminhada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran), de Uberlândia, para que agentes da Secretaria de Trânsito promovam visitas regulares nos campi Santa Mônica e Umuarama, da Universidade Federal de Uberlândia, para fiscalizar o cumprimento das normas do Código de Trânsito Brasileiro, promovendo a aplicação de multas e apreensão de veículos nas hipóteses legais”, conforme descrito no Ofício 1408/16, emitido pela Procuradoria da República em Uberlândia à Settran, no dia 8 de junho de 2016. “Pela determinação a Settran deve fazer diligências dentro das áreas da universidade, que é espaço público, e aplicar as normas de trânsito. Então estamos nos antecipando com a campanha ‘Alerta Cidadão’ que adverte simbolicamente aos condutores de veículos sobre as infrações passíveis de autuação com multa pela Settran, após esta campanha educativa”, explicou o prefeito universitário.

 

Abrangência

À exceção do campus da Educação Física, onde não há trânsito interno de veículos, a campanha ocorre em todos os campi da UFU, em Uberlândia, Ituiutaba, Monte Carmelo e Patos de Minas. Segundo o prefeito universitário, independentemente do início da efetiva fiscalização por parte da Settran, a campanha não tem data definida para terminar. “Por ser educativa, vamos continuar por quatro ou cinco meses, até atingirmos massivamente os motoristas e conscientizá-los sobre o uso adequado do espaço público, primando pela boa convivência e pela cidadania”, explica Damasceno. Em Uberlândia a fiscalização será feita pela Settran e nos demais campus fica a cargo dos órgãos de trânsito dos municípios.

 

Com câmeras de vigilância, estacionamento da reitoria no Campus Santa Mônica tem disponibilidade de vagas no período da noite (Foto: Fabiano Goulart)

 

Infrações

Segundo Damasceno, os vigilantes da universidade abordam os condutores advertindo-os, com a entrega de panfleto explicativo, sobre as ocorrências mais comumente verificadas. “São veículos não autorizados ou não identificados estacionados em vagas para pessoas com deficiência, em vagas para idosos, em esquinas ou rotatórias, em calçadas, faixas de pedestres, em locais proibidos e ainda veículos que ocupam duas vagas ou bloqueiam a passagem de outros veículos”, alerta Damasceno.

 

Identificação de ruas e alamedas

Inicialmente recomendada pela Settran como condição necessária à fiscalização de trânsito nos campi, a identificação nominal das ruas e alamedas no interior da universidade, segundo o MPF não é necessária aos serviços da Settran. Nos casos de autuações, a Secretaria de Trânsito deve usar como referência o endereço do campus onde ocorrerem infrações. “A identificação que está sendo feita por nossa Diretoria de Logística ocorre dentro das comemorações dos 40 anos de federalização da UFU e, nesse sentido as ruas e alamedas estão recebendo nomes de espécies da fauna e da flora do cerrado”, revela Damasceno.

 

Alameda central do Campus Santa Mônica (Foto: Fabiano Goulart)

Horários de pico

Segundo o prefeito universitário a maior demanda por vagas ocorre entre 9 e 10 horas, entre 15 e 16 horas e por volta de 20 e 21 horas, no período noturno. “Percebemos que a grande maioria dos mais de 7200 veículos que circula nos campi, nos três períodos, vem com apenas uma pessoa. Então, nesses horários de pico, recomendamos que as pessoas façam um sistema de revesamento de carona e também aceitem estacionar em vaga que não seja necessariamente embaixo da sua janela. Temos os agentes de vigilância e agora o sistema de câmeras já em funcionamento e com isso a pessoa pode estacionar com segurança, mesmo um pouco mais distante do seu local de trabalho ou de estudo", recomenda Damasceno.

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2018. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal