Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

09/11/2018 - 15:12 - Atualizado em 09/11/2018 - 15:19
Pesquisador da Rede de Biotérios da UFU recebe prêmio nos Estados Unidos
O reconhecimento da universidade é atribuído ao cuidado no tratamento de animais
por Autor: 
João Pedro Rabelo

A entrega do prêmio aconteceu em uma cerimônia no dia 31 de outubro (Foto: Arquivo do pesquisador)

O professor Murilo Vieira da Silva, médico veterinário e coordenador da Rede de Biotérios de Roedores da UFU (Rebio), recebeu, no dia 31 de outubro, o prêmio “Iclas Travel Award”, concedido pelo Conselho Internacional para Ciência Animal de Laboratório (Iclas), em Baltimore, Estados Unidos. O  evento aconteceu entre os dias 28 de outubro e 1º de novembro.

A linha de pesquisa desenvolvida por Silva envolve o experimento científico com animais em laboratório para descobrir novas vacinas, produtos fármacos e técnicas de tratamento cirúrgico. A Rede da UFU tem, entre seus principais objetivos, utilizar o menor número possível de animais em experimentação, através de métodos alternativos.

“A ciência de animais de laboratório no Brasil é relativamente nova. A lei que regulamenta é de 2008. Esse prêmio reflete que a UFU se preocupa com o bem estar animal ao desenvolver pesquisas. Em 10 anos de Lei Arouca no Brasil, a gente tem se destacado levando o nome da universidade para um evento mundial, mostrando que nós trabalhamos de forma ética e coerente", conta Silva.

O pesquisador reconhecido pelo Iclas recebe uma placa com o título de especialista em Ciência Animal de Laboratório (Foto: Arquivo do Pesquisador)

O “Iclas Travel Award” é uma premiação anual, dedicada a cientistas biomédicos, gerentes de instalações, técnicos ou veterinários que façam pesquisas envolvendo animais experimentais, de três regiões diferentes: uma premiação para um representante da Federação Sul-Americana de Sociedades e Associações de Especialistas em Ciências de Animais de Laboratório (Fessacal - Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Uruguai e Venezuela); outra para a Associação de Ciência Animal de Laboratório da América Central, Caribe e México (ACCMAL - México, Guatemala, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Trinidad e Tobago, República Dominicana, Honduras e El Salvador); e uma terceira para o melhor candidato restante, independente da sua nacionalidade.

O pesquisador reconhecido pelo Conselho Internacional recebe o título de especialista em Ciência Animal de Laboratório pelos trabalhos desenvolvidos e um financiamento, concedido pela organização, para participar do congresso da Associação Americana de Ciência Animal de Laboratório (AALAS), maior encontro mundial da área. O prêmio leva em consideração toda a carreira  construída pelo pesquisador. Entre os quesitos avaliados para apontar o vencedor, estão o currículo do candidato, com todas as linhas de pesquisa desenvolvidas, a influência adquirida em seu país e a capacidade de conseguir divulgar os conhecimentos que foram desenvolvidos na ciência em âmbito nacional.

O Iclas encaminha o currículo do candidato para a avaliação de dez juízes no mundo inteiro. A média final das notas classifica os três candidatos mais bem colocados e que podem receber títulos de destaque em suas pesquisas. Além do professor Silva, um pesquisador do México e uma pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) foram os outros premiados.

Leia mais:

Pesquisador da Rede de Biotérios de Roedores da UFU ganha prêmio internacional

A utilização de animais nas pesquisas científicas da UFU

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2018. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal