Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

25/03/2019 - 11:21 - Atualizado em 25/03/2019 - 16:45
Revista científica sobre Congresso de Pesquisadores Negros é lançada na UFU
(Re)Existência é uma publicação especial com análises das conferências do X Copene
por Autor: 
Matheus Maia

Na noite do dia 21 de março, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) sediou o lançamento da primeira edição da Revista (Re)Existência. O produto é uma publicação especial de análise das conferências realizadas no X Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros (Copene), produzido sob a coordenação geral e edição do professor Gerson de Sousa, da Faculdade de Educação (Faced/UFU).

O X Copene aconteceu entre 12 e 17 de outubro de 2018, no Campus Santa Mônica, em Uberlândia, com o tema “(Re)existência intelectual negra e ancestral, 18 anos de enfrentamento” e contou com a presença de mais de 4 mil pesquisadores. O evento foi organizado pela Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros (ABPN) e pelo Consórcio Nacional de Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros, sob coordenação geral dos professores Luciane Ribeiro Dias Gonçalves, do curso de Pedagogia do Campus Pontal, e  Benjamin Xavier de Paula, do curso de Pedagogia de Uberlândia.

A revista coordenada por Sousa contou com a colaboração dos estudantes de graduação em Jornalismo e do mestrado profissional do Programa de Pós-graduação em Tecnologias, Comunicação e Educação (PPGCE). O projeto gráfico teve autoria do mestre em Educação e técnico do curso de Jornalismo, Ricardo Ferreira de Carvalho.

Segundo o professor responsável pelo desenvolvimento da revista, os redatores participaram de um processo de imersão no evento para que assim pudessem fazer as produções de suas matérias de forma mais aprofundada e não meramente descrever o que foi debatido em palestras. Problematizar a epistemologia do evento foi o maior desafio da produção, ressalta Sousa.

De acordo com Gonçalves, a revista tem a proposta de popularizar as pesquisas que foram apresentadas no congresso, para que, assim, o que foi trabalhado no evento possa ser levado além dos muros da universidade. A professora acredita que a popularização da ciência deve ser ampliada cada vez mais para outros espaços. “Para nós não é só interessante que as pesquisas fiquem guardadas dentro das gavetas, por isso a criação da revista foi uma ferramenta estratégica para popularizar a ciência”, afirma. De acordo com a professora, este trabalho é justamente uma ferramenta que objetiva dar uma outra tônica às pesquisas científicas.

A proposta da revista, segundo o professor Sousa, é que os leitores possam sentir um pouco do que foi trabalho dentro do X Copene. Sendo assim, as produções vão buscar romper com ideia de temporalidade a fim de trazer as vivências do congresso para o texto e o leitor.

Xavier explica que a revista, disponível no site do X Copene, é uma maneira de os organizadores do evento prestarem contas e divulgar no Brasil. O professor conta ainda que, dentre as dez edições do Copene, as nove anteriores não obtiveram nenhum recurso de agências de fomento a pesquisas e que, só agora contou com fomento de investimento das agências Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2019. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal