Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

26/07/2019 - 16:37 - Atualizado em 02/08/2019 - 16:05
Ciências humanas na educação básica
A importância do ensino de Sociologia e Filosofia nas escolas
por Autor: 
Matheus Maia

 

Foto: Naiara Ashaia

 

O ensino de Filosofia e Sociologia como disciplinas obrigatórias no Ensino Médio foi aprovado pela Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE) em julho de 2006, como resultado da percepção que educadores tiveram ao constatar os benefícios que as disciplinas oferecem aos alunos.

Segundo o professor Luciano Senna Peres Barbosa, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Uberlândia (Incis/UFU), essas disciplinas são importantes para que os jovens possam entender a sociedade e os aspectos presentes no dia a dia. Nesse sentido, o professor Fernando M. Mendonça, do Instituto de Filosofia (Ifilo/UFU), ressalta que tudo o que possa efetivamente contribuir para a formação ético-subjetiva das crianças e jovens é de fundamental importância. 

 

 

A Filosofia - área que trabalha com questões existencial-temporalmente além das meras aparências – e a Sociologia – área que busca compreender a complexidade das relações ecológico-sociais de todos e de cada um – constituem-se como aliadas importantes para apoiar o adolescente nesta etapa absolutamente decisiva da vida, em que se semeia o futuro não apenas individual. 

Segundo Barbosa, o ensino de Sociologia na educação básica tem o papel de proporcionar aos alunos uma capacidade de refletir sobre sua posição dentro da sociedade, ou seja, de dar a eles certo protagonismo dentro do corpo social. Dessa forma, os alunos começam a desenvolver um olhar mais crítico sobre o que os rodeia e uma reflexão do que é preciso ser modificado dentro dos contextos. Com o ensino de Sociologia, é possível “criar entre os alunos uma visão crítica da realidade social”, ressalta Barbosa. 

Com o papel de despertar também o senso crítico dos alunos, o ensino de Filosofia na educação básica vem como uma ferramenta para tornar ainda mais ricas as percepções de mundo dos alunos, como afirma Mendonça. Apesar de serem contribuições sociais que não preveem um imediatismo, ainda sim são importantes, pois proporcionam aos alunos um entendimento de como o passado ainda reflete em questões presentes e futuras. Mendonça reforça que “o ensino de Filosofia coloca o aluno como cidadão do mundo e proporciona um conhecimento sobre o que é a vida”.  

 

 

O Novo Ensino Médio da Base Nacional Curricular Comum torna o ensino dessas disciplinas não obrigatório, e sim opcional, para os alunos, ou seja, não exclui a Sociologia e a Filosofia, mas não há mais orientações rígidas para a sua configuração no Ensino Médio. Porém, desde abril deste ano, o Senado Federal vem discutindo sobre a possibilidade de o ensino das disciplinas voltar a ser obrigatório juntamente com as disciplinas tradicionais, como Português e Matemática.

Os professores afirmam que as disciplinas de Filosofia e Sociologia têm o papel de formar cidadãos conscientes e preparar os estudantes para o mercado de trabalho, como prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) de 1996.

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal