Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

09/07/2020 - 09:57 - Atualizado em 09/07/2020 - 11:32
Professor da UFU lança biografia do filósofo Antonio Gramsci
Interessados podem comprar a versão brasileira do livro pelo site da editora Boitempo
por Autor: 
Amanda Marques

Biografia foi escrita a partir de publicações e estudos feitos sobre o filósofo, na Itália e no Brasil, ao longo dos últimos 25 anos. (Imagem: Divulgação)

 

Contendo 424 páginas e dividida em três partes, a biografia Antonio Gramsci, o homem filósofo, escrita pelo professor do Instituto de Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia (Ifilo/UFU) Giovanni Fresu, foi publicada originalmente na Itália, em 2019, pela editora AIPSA. Em julho deste ano, o livro foi disponibilizado em português pela editora Boitempo. A obra faz uma introdução ao pensamento gramsciano e conta com trechos e notas do autor que não se encontram na versão italiana.

A biografia é uma síntese dos estudos e publicações anteriores do autor sobre a figura de Antonio Gramsci, realizados na Itália e no Brasil, ao longo dos últimos 25 anos. “Os tópicos do livro se desenvolvem ao lado do processo de formação de Antonio Gramsci, definindo, assim, a biografia intelectual e as categorias conceituais nas três fases da existência dele: o jovem revolucionário, o dirigente político e o teórico”, explica Fresu.

 

Sinopse

Fruto de um trabalho de pesquisa que coincide, desde sempre, com a trajetória política e intelectual do biógrafo, Antonio Gramsci, o homem filósofo revela a estrutura de profunda continuidade na produção teórica do pensador sardo. Sem menosprezar a coexistência, em Gramsci, de diferentes necessidades e perspectivas, contrapõe-se às supostas divisões ideológicas entre um antes e um depois, um “Gramsci político” e um “homem de cultura”. 

A vida do intelectual sardo é marcada pelo drama da I Guerra Mundial, primeiro conflito de massas em que as grandes descobertas científicas das décadas anteriores foram aplicadas em larga escala e onde milhões de camponeses e operários foram enviados ao massacre. Em toda a sua produção teórica, essa relação dualista, que exemplifica com perfeição o uso instrumental dos “simples” pelas classes dominantes, ultrapassa o contexto bélico das trincheiras, encontrando plena expressão nas relações fundamentais da moderna sociedade capitalista. 

Em contraste com essa ideia de hierarquia social, considerada natural e imutável, Gramsci afirma constantemente a necessidade de se superar a fratura historicamente determinada entre as funções intelectuais e manuais. Não é a atividade profissional específica (material ou espiritual) que determina a essência da natureza humana. para Gramsci: “Todo homem é um filósofo”.

 

>>> Saiba mais

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal