Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

10/09/2020 - 17:01 - Atualizado em 10/09/2020 - 17:13
Ação de extensão da UFU é realizada com bombeiros militares
Curso de capacitação online visa o desenvolvimento na projeção e na construção de mapas com a geoinformação para atuação em incêndios graves ou desastres
por Autor: 
Matheus Minuncio

Encontros do curso acontecem por meio de plataforma virtual (Imagem: Arquivo Pessoal de João Bravo)

O curso "Introdução ao uso dos Sistemas de Informações Geográficas para ações de inteligência dos bombeiros militares" surgiu de uma visita de João Vitor Bravo, docente do Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) no campus Monte Carmelo, ao 5º Batalhão de Bombeiros Militar de Uberlândia. Ele identificou a necessidade do uso da Geoinformação (dados, localizações e informações geoespaciais) nas atividades de inteligência dos bombeiros militares em catástrofes para encontrar sobreviventes.

Participam 20 bombeiros militares, de todo o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, e os conteúdos também são disponibilizados pelo professor aos seus alunos da UFU. A realização do curso era planejada para o formato presencial, mas acontece totalmente online em função da pandemia de coronavírus. “Fui apresentado à rotina de trabalho dos Bombeiros Militares e vislumbrei o auxílio que eu poderia prestar”, enfatiza.

A seleção dos participantes ocorreu de acordo com as atividades desempenhadas na corporação. Foram escolhidos os profissionais especializados no combate a incêndios florestais e no resgate de pessoas em catástrofes. “Com este projeto auxiliamos indiretamente toda a população atendida pelos bombeiros militares”, explica o professor.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais tem 109 anos de existência (Foto: Reprodução/Instagram)

Bombeiro desde os 19 anos de idade, Gustavo Falcão é capitão dos bombeiros e participante do curso. Há 15 anos na profissão, já participou de grandes operações como no desastre de Brumadinho e teve interesse em participar do curso de capacitação para poder visualizar de maneira rápida a intensidade de determinados eventos ou para atuar no controle de operações diversas, como a busca por pessoas.

Segundo Falcão, tanto as atividades de prevenção quanto as de atuação representam fases cruciais em seu trabalho. “Lido diretamente na parte de planejamento e gestão operacional. A ferramenta apresentada no curso nos habilitará a vislumbrar de maneira mais lógica alguns dos dados que utilizamos no processo de tomada de decisão”, comenta.

Para emergências, o Corpo de Bombeiros pode ser acionado, de forma gratuita, pelo telefone 193 em todo território nacional. (Foto: Reprodução/Instagram)

Durante o período de isolamento social, Falcão conta que pouca coisa mudou na atuação dos bombeiros. “Adquirimos e disponibilizamos equipamentos específicos de proteção e capacitamos nosso pessoal a lidar com a pandemia de forma a minimizar o contágio da tropa, bem como oferecer o melhor tratamento possível às vítimas”, explica.

O curso teve início no dia primeiro de setembro e a previsão é que a primeira turma seja finalizada até o início de outubro. A intenção, segundo Bravo, é ampliar as vagas e periodizar essa capacitação. Além disso, é pautado envolver alunos dos cursos de graduação e pós-graduação nas futuras ofertas do curso. 

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal