Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

21/10/2020 - 12:28 - Atualizado em 21/10/2020 - 12:54
Exportação da Região Intermediária de Uberlândia tem resultados expressivos no segundo quadrimestre de 2020
Números divulgados pelo Cepes/UFU foram superiores a toda a série desde 1997
por Autor: 
Marco Túlio Silva

Os dados apresentados pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais da Universidade Federal de Uberlândia (Cepes/UFU) no Boletim de Comércio Exterior da Região Intermediária de Uberlândia (RIU), referente ao segundo quadrimestre de 2020, apresentaram resultados expressivos em relação aos mesmos períodos nos anos anteriores. Entre maio e agosto de 2020, o valor total das exportações na região foi de US$ 713,66 milhões e 1,5 milhões de toneladas.

Estes números superam todos os registros já realizados desde 1997, referentes aos segundos quadrimestres de cada ano. Além disso, a soma das exportações no primeiro e no segundo quadrimestre de 2020, que atingiu valores de U$ 1,21 bilhões e 2,8 milhões de toneladas, também foi a maior registrada.

Uberlândia foi a principal responsável pelo salto das exportações da região. As vendas externas na cidade variaram em 124,12%, em comparação ao segundo quadrimestre de 2019, fazendo com que o município, sozinho, angariasse US$ 338,01 milhões em exportações.

Dos 120 produtos exportados pela RIU, no período avaliado, quatro deles concentraram 78,47% do valor total das exportações. A soja foi a mais impactante, responsável por 48,18% do valor, seguida da carne bovina (18,76%) e do farelo de soja (11,54%).

A taxa cambial também fez diferença nos resultados apresentados no boletim. O segundo quadrimestre de 2020 apresentou a média de taxa de câmbio de R$ 5,40 (US$ 1,00), bem depreciada se comparada com a média de R$ 3,91 no mesmo período de 2019, o que proporcionou uma maior lucratividade aos exportadores.

 

Importações

As importações durante o segundo quadrimestre de 2020 também atingiram valores superiores a toda a série. As compras externas entre os últimos meses de maio e agosto somaram o valor de US$ 103,83 milhões.

Se, por um lado, a taxa de câmbio aumentou a lucratividade dos exportadores, por outro, ela prejudica importadores e pode justificar a alta nos gastos externos.

Os principais produtos importados foram: fertilizantes de potássicos (US$ 15,76 milhões), arroz (US$ 14,07 milhões) e carne bovina fresca (US$ 8,98 milhões). Somados, estes três produtos representaram 37,37% do valor de toda importação no período.

O boletim destaca, além de dados, a importância do comércio internacional para o mercado, tanto para expandir o potencial de vendas, quanto para colocar mercadorias não produzidas no território nacional.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.​

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal