Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

20/10/2020 - 18:20 - Atualizado em 22/10/2020 - 16:29
UFU tem 17 cursos nota 4 ou 5 no Enade 2019
Engenharia Civil, Engenharia Florestal e Nutrição obtêm nota máxima
por Autor: 
Portal Comunica
Por: 
Com informações das assessorias de Comunicação Social do Ministério da Educação e do Inep

Campus Monte Carmelo: o curso de Engenharia Florestal obteve nota máxima no Enade 2019 (foto: Milton Santos)

 

"A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) foi muito bem no Enade. Nós conquistamos resultados melhores, se comparados com anos anteriores, mas claro que temos que avançar". Esta é observação feita por Armindo Quillici Neto, pró-reitor de Graduação, ao analisar os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) que foram apresentados em coletiva de imprensa, nesta terça-feira, 20/10.

Do total de 24 cursos avaliados, três obtiveram conceito máximo (nota 5). São eles: Engenharia Civil, Engenharia Florestal e Nutrição. Quatorze tiveram nota 4 e sete cursos alcançaram nota 3, também consideradas positivas pelo pró-reitor. Os resultados podem ser conferidos na tabela abaixo. Quillici chama atenção para o desempenho do curso de Engenharia Florestal de Monte Carmelo. "O curso teve nota 5 (máxima) no Enade e no IDD, e eles não têm muitos alunos. Quanto menos alunos o curso tem, pior é a nota. Há possibilidade de, se um aluno vai mal, cair a nota. E eles obtiveram nota máxima. Portanto, esse curso merece aplausos", comemora.

Em 2019, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) avaliou 29 áreas do Ano 1 do Ciclo Avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Foram 8.368 cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de engenharia, arquitetura e urbanismo, ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins; e cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

Ao todo, 435 mil estudantes de 1.225 instituições de todo Brasil foram inscritos. As provas foram aplicadas em 1.063 municípios e contaram com a presença de 389 mil concluintes de cursos de graduação.

Durante a coletiva, também foram divulgados os resultados dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior: o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD). Esses indicadores subsidiam políticas públicas e processos de supervisão e regulação da educação superior.

O primeiro é calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação no Enade. Na edição 2019 do exame, o Conceito Enade sinalizou que, apesar de serem em menor número, os cursos das instituições públicas apresentaram desempenhos maiores que os das instituições privadas. Dos cursos enquadrados na faixa 5 desse indicador, 81,4% são de instituições públicas, enquanto 18,6% correspondem a instituições privadas.

O IDD busca mensurar o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes. O objetivo é aferir o quanto a graduação contribuiu para a formação do estudante. Para isso, o cálculo considera os desempenhos no Enade e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Enem serve, justamente, como subsídio para uma análise das condições de desenvolvimento do estudante, no momento que ingressa na graduação. Desde 2014, o IDD é calculado para cada pessoa que tenha participado dos exames, recuperando os resultados do estudante a partir do número do CPF.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal