Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

13/09/2021 - 12:31 - Atualizado em 13/09/2021 - 16:47
HC-UFU/Ebserh realiza atividades no Dia Mundial da Sepse
Ações buscam conscientizar sobre esse grave problema de saúde pública
Por: 
Portal Comunica
Por: 
Juliana Valéria (Unidade de Comunicação/HC-UFU)

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU/Ebserh) participa da Campanha do Dia Mundial da Sepse, comemorado nesta segunda-feira (13/09), com atividades de conscientização e capacitação das equipes.

Com o objetivo de aumentar a percepção sobre a sepse entre os profissionais de saúde como sendo uma emergência médica, a Unidade de Vigilância em Saúde do HC-UFU promove, no saguão interno do hospital, uma ação informativa com a distribuição de panfletos, folders e apresentação de vídeos.

 

Foto: Cristiano Sobrinho - Unidade de Comunicação Social HC-UFU/Ebserh

Já a Unidade Neonatal preparou uma série de atividades para sensibilizar toda a equipe sobre a importância do tema, que é uma das principais causas de complicação e óbito no período neonatal. A programação prevê oficinas de lavagem das mãos, aula sobre prevenção da sepse neonatal, com o médico Jamil Caldas, da Unicamp, além da revisão das práticas  de cateteres e divulgação de indicadores.

O Dia Mundial da Sepse, é uma iniciativa da Global Sepsis Alliance (GSP) que reúne mais de 60 países, com a finalidade de mudar o quadro cada vez mais preocupante da incidência e mortalidade no mundo causados por esta síndrome, que é  responsável  por pelo menos 11 milhões de mortes todos os anos.

 

Sepse

De acordo com os especialistas, a sepse é uma resposta inadequada do próprio organismo contra uma infecção que pode ser bacteriana, fúngica, viral, parasitária ou por protozoários e estar localizada em qualquer órgão. Esta resposta inadequada pode levar ao mau funcionamento de um ou mais órgãos, com risco de morte quando não descoberta e tratada rapidamente.

Foto: Cristiano Sobrinho - Unidade de Comunicação Social HC-UFU/Ebserh

Ao longo de toda a história da Medicina, a sepse e o choque séptico permaneceram como condições de extrema gravidade, sendo a maior causa de morte evitável mundialmente. O Brasil tem uma das maiores taxas de letalidade por sepse do mundo, sendo esta a responsável pela ocupação de 30% dos leitos das Unidades de Terapia Intesiva (UTIs), segundo dados do ILAS. Atualmente, o conhecimento científico permite estabelecer um conjunto de medidas capazes de reduzir a mortalidade e os custos hospitalares, por meio de um protocolo para o diagnóstico e tratamento precoce desta síndrome.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2021. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal