Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

25/03/2021 - 14:00 - Atualizado em 29/03/2021 - 21:42
MUnA comemora 25 anos com programação nas mídias sociais
Com lives e publicações, museu rememora sua história desde 1996 até os dias atuais; atividades se estendem até dezembro de 2021
Por: 
Beatriz Ortiz

É tempo de celebração e rememoração para o Museu Universitário de Arte da Universidade Federal de Uberlândia (MUnA/UFU) que, em 2021, festeja o seu 25º aniversário. O museu, fechado temporariamente devido às medidas de restrição por causa da pandemia de Covid-19, realiza uma programação comemorativa em seus perfis nas mídias sociais. Ela começa hoje, 25 de março, e se estende até dezembro de 2021.

A campanha #MUnA25anos contará a história do museu desde a sua fundação, em 1996, até os dias atuais, sendo composta por lives com os antigos gestores do MUnA e por postagens que narrarão, ano a ano, o percurso do museu. Tanto uma quanto outra abordarão eventos, exposições, ações educativas, parcerias institucionais, reformas, ampliações e outras ações realizadas pelas gestões museais.

“Estamos apostando no formato de lives porque queremos resgatar a história oral das pessoas que passaram pelo museu”, pontua a docente do Instituto de Artes (IARTE) da UFU e atual gestora do MUnA Tatiana Ferraz. Ela ressalta que, como existe uma grande “rotatividade de equipe” no museu, além de “pouco processamento arquivístico”, as lives são uma forma de construir uma memória institucional, resgatar fatos importantes e valorizar os profissionais que já atuaram no museu.

Todas as ações do #MUnA25anos acontecerão, sempre, às quintas-feiras, sendo disponibilizadas no perfil do museu no Instagram e em sua página no Facebook. Já as lives acontecerão em seu perfil no Instagram, via IGTV, com aproximadamente uma hora de duração e, depois, serão postadas nas timelines.

 

História do MUnA

A origem do MUnA remete à Galeria de Arte da UFU que, entre 1985 e 1996, era um espaço aberto à visitação do público, situado no prédio da Reitoria da Universidade. O MUnA foi criado em dezembro de 1996, como órgão interno dos extintos Departamento de Artes Plásticas da Faculdade de Artes, Filosofia e Ciências Sociais (DEART/FAFCS).

Uma das primeiras testemunhas da história do museu foi o professor Marco Antônio de Andrade, que coordenava o Núcleo de Extensão do DEART e atuava como subchefe do MUnA. Ele protagonizou momentos importantes para a instituição, como a definição do nome, a escolha da primeira logomarca, a inauguração do prédio e as primeiras exposições. Como o MUnA, na época, contava com apenas seis funcionários, Andrade destaca que “era uma construção coletiva, em que as pessoas davam o seu melhor para tentar colocar toda a estrutura de pé”.

A gestão de Andrade foi a segunda do museu e se finalizou em novembro de 1999. Depois dela, outras dez gestões assumiram o MUnA. As histórias de cada uma perpassam ações diferentes e desafios próprios a cada época.

O MUnA é órgão complementar do IARTE desde 2014.

Um exemplo é a gestão do docente do IARTE Douglas de Paula, que esteve à frente do museu entre maio de 2018 e março de 2020. Ele e sua equipe realizaram diversas exposições, como “Inexcorporis”, “Reflexões Visuais” e “A Vastidão dos Mapas”; criaram um setor de divulgação; aumentaram a comunicação com o público nas mídias sociais; incorporaram obras ao acervo; anexaram o MUnA ao Sistema de Museus (SIMU) da UFU; entre outras ações significativas.

Hoje, Tatiana Ferraz é a coordenadora geral do museu. Ela assumiu a gestão em março de 2020, período em que as portas do MUnA foram fechadas ao público devido à pandemia de Covid-19, e, desde então, tem realizado, junto com à equipe, atividades como a formulação do plano museológico, a digitalização do acervo, a exibição de exposições on-line e a intensificação de ações nas mídias sociais.

Para ela, a celebração do 25º aniversário do MUnA é muito merecida por três fatores. O primeiro deles é o fato de que o MUnA conseguiu superar, por meio do seu fortalecimento, a comum “fragilidade das instituições culturais brasileiras”. O segundo é a sua constituição enquanto Museu Universitário da UFU, o que “beneficia processos de ensino, pesquisa e extensão dentro da Universidade”. E o terceiro é a sua posição enquanto único museu de arte de Uberlândia, o que “contribui para a descentralização e a difusão da arte no Brasil”. “O MUnA cumpre sua função social de aproximar o público da produção artística”, complementa.

Programação

A primeira live do #MUnA25anos está marcada para o dia 1º de abril, às 18 horas. Nela, Marco Antônio de Andrade, hoje membro do conselho gestor do MUnA, mediará uma conversa com a artista e pesquisadora Lucimar Bello. Ela, já aposentada pela UFU, foi, também, uma das primeiras testemunhas da história do museu. O seu nome designa uma das salas do MUnA.

Informações sobre as próximas lives serão divulgadas no decorrer do ano, nos perfis do MUnA nas mídias sociais.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal