Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

02/06/2021 - 16:39 - Atualizado em 02/06/2021 - 19:13
Neab inaugura o Observatório de Assuntos Estudantis
Órgão será responsável por auxiliar na visibilidade de pesquisas e estudos que apresentem temáticas étnico-raciais
Por: 
Pedro de Paula

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de Uberlândia (Neab/UFU) inaugurou o Observatório de Assuntos Estudantis (ObAÊ), nova organização que objetiva realizar um levantamento de pesquisadores, organizações e grupos de estudos que foquem e/ou guardem algum compromisso com o debate racial e antirracista dentro da UFU. Essa produção será desenvolvida com o intuito de fortalecer as ações realizadas pela comunidade estudantil.

O levantamento é voltado para a comunidade negra da universidade. Para participar, o discente precisa estar regularmente matriculado na UFU, seja em cursos de graduação ou pós-graduação. Além disso, deve apresentar pesquisas com a temática étnico-racial ou ter interesse em realizar trabalhos dentro desse escopo. A ação também abrange os centros acadêmicos, diretórios acadêmicos e grupos do Programa de Educação Tutorial (PET).

De acordo com Lúcia Helena dos Santos, coordenadora do Neab e integrante da organização do ObAÊ, os principais intuitos da organização atualmente são: promover a escuta e auxiliar na visibilidade dos estudos, pesquisas e atividades correlatas à temática racial. Para alcançar essas metas, a organização irá atuar de maneira consultiva junto à Diretoria de Estudos e Pesquisas Afrorraciais (Diepafro/UFU).

“A Diepafro vai disponibilizar o espaço em seu site para que o ObAÊ seja veiculado. Isso porquê há um interesse, tanto do Neab quanto da Diepafro, em conhecer os discentes negros da universidade”, explica Santos.

Após a coleta de dados, será aberto um Fórum de Escuta para que as demandas e problemáticas dos acadêmicos negros sejam debatidas e, a partir disso, possa ocorrer determinada intervenção do ObAÊ. O Fórum de Escuta também servirá como um espaço de apresentação de trabalhos e pesquisas, uma vez que estudantes negros podem encontrar dificuldades em realizar esse tipo de atividade, ao longo da vida acadêmica.

“A gente vai abrir esse espaço porque, muitas vezes, o jovem negro encontra dificuldade em encontrar um local onde possa falar. Acreditamos que essa ação servirá como ponto de partida para muitos deles, dado que, quando você apresenta uma vez, outras portas se abrem rapidamente”, conclui a coordenadora do Neab.

Para mais informações sobre esta ação e o levantamento, acesse o site do Observatório de Assuntos Estudantis do Neab (ObAÊ/Neab).

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal