Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

27/08/2021 - 17:22 - Atualizado em 02/09/2021 - 11:17
UFU contribui para a internacionalização de Uberlândia
A universidade se destaca na paradiplomacia da cidade, que completa 133 anos
Por: 
Laura Justino

 

A data do aniversário de Uberlândia, 31 de agosto, simboliza o dia em que o município foi emancipado de Uberaba, em 1888. (Foto: Prefeitura Universitária)

 

Uberlândia, a famosa terra gentil que seduz, avança cada vez mais na sua internacionalização. É o que afirma o Grupo de Estudos Uberlândia no Contexto Internacional (Geuci), registrado como programa de extensão no Sistema de Informação de Extensão (Siex), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A internacionalização é um processo lento, que consiste na capacidade da cidade em criar suas próprias relações no exterior, em diversos setores, como indústria, comércio e agropecuária, explica o professor Armando Gallo, do Instituto de Economia e Relações Internacionais (IERI) e coordenador do Geuci.

 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Uberlândia é o município mais populoso da região do Triângulo Mineiro. São cerca de 699 mil habitantes, aponta pesquisa realizada em 2020. (Foto: Marco Cavalcanti)

 

O Geuci afirma que o setor de serviços de Uberlândia representa mais de 50% da economia gerada na cidade, que é a única do Triângulo Mineiro a alcançar essa marca. Além do crescente desenvolvimento na industrialização e agropecuária, há uma alta demanda por mão de obra qualificada na cidade, visto que existem diversas instituições de ensino superior.

Na procura de uma inserção internacional ainda mais avançada, o programa de extensão avalia que Uberlândia deveria investir mais na paradiplomacia pública, assim chamada a autonomia de governos subnacionais para criar contatos internacionais que visam ao interesse próprio.

Um exemplo é a UFU, que é referência nos estudos científicos e se relaciona com outras universidades no mundo, promovendo intercâmbios acadêmicos e cooperação científica. Por isso, se destaca na  paradiplomacia, de acordo com a pesquisa sobre a inserção internacional do município, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), desenvolvida em 2015 pelo Geuci e pelo Núcleo de Estudos e Pesquisa em Relações Internacionais (Nepri), da mesma instituição.

Esse artigo auxiliou na criação de um planejamento de internacionalização, em 2016, pelo  Conselho de Desenvolvimento Econômico de Uberlândia (Coden), que convidou o Geuci para o projeto que impulsiona a cidade no cenário mundial, com a participação da Prefeitura Municipal.

 

As pesquisas que a UFU produz beneficiam a população de diversos municípios. (Foto: Marco Cavalcanti)

 

Dez alunos participam do Geuci, junto aos professores Marrielle Maia, Haroldo Ramanzini e Erwin Xavier, do IERI. Sob a coordenação de Gallo, os estudantes veem a oportunidade de colaborar na prática de projetos que buscam inserir Uberlândia em nível internacional e, também, possíveis vagas de emprego para o futuro.

O programa de extensão, que escreveu para o Leia Cientistas, em 2020, espera retornar às atividades, após a pandemia causada pelo coronavírus, com a mesma força de antes que estava dando aos estudantes uma vontade de participar por conta do envolvimento prático e desenvolver novas pesquisas.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal