Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

25/10/2021 - 17:21 - Atualizado em 27/10/2021 - 15:38
Café com Bit traz curiosidades e outras informações sobre computação
Projeto de extensão utiliza redes sociais para aproximar faculdade e sociedade
Por: 
Marco Cavalcanti

O canal no YouTube do Café com Bit traz vídeos mensais de conversas entre pesquisadores da Facom (imagem: reprodução Youtube)

Você sabia que ransomware é um tipo de código malicioso que explora mecanismos como a criptografia para sequestrar dados? Qual a diferença entre bits e Bytes? E FANG? Você sabe o que significa essa sigla?

Esses temas estão no Café com Bit, um projeto de extensão da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) que leva para as redes sociais curiosidades na área de computação. O trabalho de divulgação científica foi idealizado pelos professores Henrique Coelho Fernandes, Rodrigo Sanches Miani e Paulo Henrique Ribeiro Gabriel, todos da Faculdade de Computação (Facom).

As atividades, que também contam com a colaboração de dois estudantes da Facom para a preparação do texto e da arte, tiveram início em setembro deste ano. As informações veiculadas têm como público-alvo tanto pessoas da área técnica quanto a comunidade em geral.

O canal no YouTube do Café com Bit traz vídeos mensais de conversas entre os idealizadores do projeto com outros pesquisadores da faculdade que se “apresentam” para a comunidade e falam sobre a pesquisa que eles desenvolvem na UFU. Apesar do pouco tempo de vida do canal, ele já possui 180 inscritos e mais de mil visualizações.

Também são produzidos posts no Instagram sobre as pesquisas da Facom e, a cada mês, “lives”, abertas ao público, com a participação de renomados pesquisadores da área de computação. Para Fernandes, Miani e Gabriel, o trabalho de divulgação é “super importante”, pois é uma forma de prestação de contas à sociedade dos recursos empregados em pesquisas na instituição.

Quando perguntados sobre a necessidade de divulgar a ciência, o grupo revela que a motivação foi a escassez de recursos públicos voltados para a pesquisa no Brasil.

“Uma vez que existem menos recursos disponíveis para o financiamento da pesquisa no país, o recurso que eventualmente conseguimos ‘vale ouro’. Por isso, nós sentimos a necessidade de criar uma forma de mostrar para sociedade as coisas interessantes e com alto potencial de inovação que são feitas dentro da Facom com o dinheiro para pesquisa que recebemos”, respondem, coletivamente, os docentes.

“Como isso, queremos criar uma ponte entre a academia e a sociedade em geral, de tal forma que haja um grau de confiança em nós, pesquisadores, que fomente na sociedade um sentimento de que ciência e educação formam a base de uma nação próspera e desenvolvida”, complementam os professores.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal