Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

22/12/2021 - 10:38 - Atualizado em 30/12/2021 - 10:57
Presidente do Comitê de Monitoramento à Covid-19 da UFU faz balanço de 2021
Principais destaques do ano são a criação do ‘Subcomitê de Vigilância Epidemiológica’ e a divisão dos Grupos de Trabalho em: ‘Avaliação’, ‘Monitoramento’, ‘Infraestrutura’ e ‘Acadêmico’
Por: 
Matheus Minuncio

Comitê de Monitoramento à Covid-19 da UFU foi criado em 2020 por determinação do reitor, após a reclassificação, pela Organização Mundial da Saúde, do novo coronavírus como pandemia. (Arte: Comitê de Monitoramento à Covid-19 UFU/Divulgação)

O Comitê de Monitoramento à Covid-19, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi criado em março de 2020, com a missão de acompanhar as ações, medidas preventivas e de combate à disseminação do novo coronavírus no âmbito da universidade. A análise de dados, a definição de estratégias e a organização de campanhas de conscientização são outras iniciativas do comitê, que é atuante nos municípios de Uberlândia, Patos de Minas, Monte Carmelo e Ituiutaba.

O presidente do comitê é o professor Armindo Quillici Neto. Ao analisar a atuação em 2021, ele afirma que podem ser destacadas cinco iniciativas: “Grupos de Trabalho (GTs): Avaliação, Monitoramento, Infraestrutura e Acadêmico”; Subcomitê de Vigilância Epidemiológica; Protocolo de Biossegurança da UFU; Notas técnicas; e o Relatório de Avaliação das Atividades Acadêmicas Remotas Emergenciais.

Terceira e mais recente versão do Protocolo de Biossegurança, lançada no mês passado, traz imagens de uma das 22 reuniões remotas realizadas pelo Comitê de Monitoramento à Covid-19 da UFU em 2021. (Arte: Comitê de Monitoramento à Covid-19 UFU/Divulgação)

Segundo Quillici, a criação do Subcomitê de Vigilância Epidemiológica (RESOLUÇÃO CONSUN Nº 17) e a divisão dos GTs, neste ano, foram determinantes para uma melhor execução dos trabalhos. “Entendo que a atuação do Comitê foi importante, porque instituiu quatro Grupos de Trabalho e um Subcomitê que trabalharam de forma a subsidiar as ações do comitê. Foi elaborado o Protocolo de Biossegurança da UFU, que está na sua terceira versão, apresentadas cinco notas técnicas e o relatório das Atividades Acadêmicas Remotas Emergenciais. As ações do comitê estiveram pautadas pela preservação da vida e com o cuidado com os servidores, com os trabalhadores terceirizados e com os estudantes”, ressalta.

Além das atividades mencionadas por Quillici, ocorreu a criação das comissões internas das unidades acadêmicas e administrativas, a realização de cursos de capacitação e o lançamento de cartilhas de atendimento urgência/emergência e de utilização de Equipamentos de Proteção individual (EPIs). “O comitê teve atuação segura e sempre convicto do seu papel de acompanhar e monitorar a evolução da covid-19. Acompanhou atentamente as decisões dos comitês municipais nas cidades em que a UFU está instalada, buscando manter coerência em suas decisões e ações”, comenta.

Principais problemas a serem enfrentados no ano 2022, no âmbito da UFU, são descritos pelo Comitê de Monitoramento à Covid-19 na terceira versão do Protocolo de Biossegurança. (Arte: Comitê de Monitoramento à Covid-19 UFU/Divulgação)

Sob o ponto de vista de Quillici, além dos quatro fatores de preocupação mencionados na mais recente versão do Protocolo de Biossegurança, as variantes da covid-19, como a Ômicron, também são fatores de preocupação, devido ao planejamento do retorno dos estudantes para maio de 2022. “Esperamos que não tenha o mesmo efeito de 2021 e que possamos ter os nossos estudantes no formato presencial e com saúde”, finaliza.

As pessoas interessadas podem conferir todos os documentos já produzidos pelo Comitê de Monitoramento à Covid-19 clicando AQUI. Na página eletrônica do Comitê também é disponibilizado um painel de monitoramento de dados das quatro cidades que abrigam os campi da UFU, além de cartazesvídeos informativos. Para mais informações, é possível entrar em contato via e-mail: comitecovid19@ufu.br ou vigilanciacovid@reito.ufu.br.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

>>> Leia também:

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal