Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

06/05/2022 - 14:28 - Atualizado em 09/05/2022 - 12:46
Adubo produzido por alunos da UFU está entre 10 projetos que mais impactam positivamente o ambiente
O Bread&Bug desenvolve a criação de um adubo orgânico através das excretas de um besouro e disputa o prêmio da Sumitomo Chemical com outros 9 projetos de universidades
Por: 
Gabriel Reis

O “Bread&Bug” trabalha com pequenos produtores agrícolas e através do apoio da Enactus/UFU desenvolveu, no Campus Umuarama, um sistema alternativo de fertilização orgânica do solo com excrementos gerados na criação de insetos de Tenébrio molitor (Larva-da-farinha). (Foto: Arquivo Pessoal)

 

O Tenebrio molitor, também conhecido como Larva Farinha, é um inseto que não voa e tem maior afinidade por ambientes quentes, secos e escuros, de modo que o seu desenvolvimento ideal está entre 26ºC e 32ºC. Devido ao seu tamanho avantajado, suas larvas são muito usadas em laboratório para testes com outros agentes biológicos, podendo viver em cereais, açúcares e farinhas.

É graças a esse besouro que a Enactus da Universidade Federal de Uberlândia(UFU), com seu projeto “Bread&Bug”, concorre ao Prêmio Sociedade Sustentável da Sumitomo Chemical, que reconhece os projetos brasileiros que impactam positivamente o ambiente.

Com o objetivo de proporcionar o desenvolvimento socioeconômico e ambiental da comunidade do assentamento Nova Tangará de Uberlândia, a produção do fertilizante orgânico ocorre da seguinte forma: O fertilizante é produzido por meio da coleta dos restos do substrato de alimentação de criações de larvas do inseto Tenebrio molitor, no qual se encontram as excretas e fragmentos do exoesqueleto deles, substâncias essas que garantem a concentração de macronutrientes e de indutores de resistência para plantas.

Por meio do empreendedorismo social, a organização desenvolve trabalhos sustentáveis que contribuem para o desenvolvimento das comunidades onde está inserida, como ocorre com os produtores agrícolas que fazem parte do “Bread&Bug”. A iniciativa rendeu, para a Enactus/UFU, em 2020, o primeiro lugar do Prêmio Alimentação em Foco, organizado pela Fundação Cargill, em parceria com a Enactus Brasil.

 

A premiação

Fundada sob o propósito de contribuir com as demandas da sociedade, ajudando a aumentar a produção de alimentos, prevenindo a disseminação de doenças infecciosas e permitindo que as pessoas tenham uma vida mais saudável, a Sumitomo Chemical realiza anualmente uma edição do Prêmio Sociedade Sustentável. Em parceria com a Enactus Brasil, a premiação visa reconhecer iniciativas transformadoras que utilizam a consciência e ética no agronegócio com alinhamento e coerência, boa gestão, impacto, escalabilidade e sustentabilidade.

Como forma de gerar uma aceleração e escalonamento para seu projeto, a Enactus/UFU decidiu concorrer ao prêmio com o Bread&Bug. Após passar por fases anteriores, a organização foi selecionada dentre os 10 projetos brasileiros que impactam positivamente o ambiente. Agora, haverá outras avaliações até a premiação.

“Queremos levar o nome da nossa universidade para o ENEB (Evento Nacional Enactus Brasil). O ganhador será avaliado por colaboradores da Sumitomo e ganhará um prêmio em dinheiro para expandir seu crescimento”, conta Júlia Vasconcelos, estudante de administração e atual presidente da Enactus/UFU.

De acordo com a membro do projeto, Carla Franco, caso sejam vencedores da premiação, utilizarão a bolsa auxílio para aumentar a criação dos insetos e, assim, produzir uma quantidade ainda maior de Frass (adubo), tornando-os capazes de fornecer o mesmo para mais comunidades de pequenos agricultores, escalando de forma exponencial a rede de impacto social. Além disso, a Enactus/UFU investirá no desenvolvimento de pesquisas com o produto, como forma de garantir um maior potencial para ele o mesmo.

 

Próximos objetivos

Kaio Sardinha, graduando em biomedicina pela UFU e gerente do Bread&Bug, afirma que o time do projeto busca trabalhar em busca de desenvolver técnicas mais sustentáveis de manejo do solo e cultivo de hortaliças.

“Ser reconhecido por uma empresa da grandeza da Sumitomo Chemical, pelo impacto que geramos no meio ambiente, é extremamente gratificante e motivador para seguirmos no nosso caminho”, ressalta.

Para eles, o próximo passo é conseguir estruturar um modelo de negócios sólido e consolidado, capaz de fornecer um fertilizante orgânico sustentável e de qualidade para um número cada vez maior de pequenos produtores.

“Acredito que com esse reconhecimento, o time está mais empenhado em continuar trabalhando para entregar um projeto que impacte a agricultura familiar, auxiliando esses pequenos produtores e assim, garantir uma alimentação segura e de qualidade para todos”, finaliza Vasconcelos.

Para saber mais sobre a Enactus/UFU, ouça o episódio #41 do podcast Ciência ao Pé do Ouvido, disponível em todas as plataformas. Descubra como impactar a sociedade por meio do conhecimento científico e sua implementação através de ações empreendedoras, em uma conversa com Julia Vasconcelos.

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal