Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

29/11/2022 - 12:33 - Atualizado em 16/01/2023 - 10:04
Exposição que retrata a trajetória de Olívia Calábria está na última semana em cartaz
Mostra 'Modernidade, modernismos e engajamento' pode ser visitada, no saguão da Reitoria, até domingo (15/01)
Por: 
Eliane Moreira

Exposição compõe o quadro cultural das comemorações do Centenário da Semana de 1922. (Foto: Eliane Moreira)

Uma mulher protagonista do seu tempo. A trajetória de Olívia Calábria está apresentada em 12 painéis que compõem a exposição "Modernidade, Modernismos e Engajamento”, montada no saguão da Reitoria da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A abertura da mostra aconteceu no último dia 29 de novembro e contou com a presença do reitor da UFU, Valder Steffen Junior; do pró-reitor de Gestão de Pessoas, Márcio Magno; do diretor de Cultura, Alexandre Molina; Olavo Calábria, sobrinho de Olívia e professor da UFU; e dos dois curadores da exposição, Thiago Lenine (que também é coordenador do Centro de Documentação e Pesquisa - CDHIS) e a estudante Raphaela Mamede.

Alguns dos convidados presentes na abertura da mostra: Márcio Magno (Progep), Alexandre Molina (Dicult), reitor Valder Steffen e Olavo Calábria, sobrinho da homenageada. (Foto: Giovanna Abelha)

“Esta exposição vem num momento muito oportuno, em que nós estamos nos preparando para o retorno de um Estado Democrático de Direito, na sua plenitude; não que ele tenha sido suprimido, mas nós tivemos alguns momentos difíceis na vida recente do país. Uma exposição que haverá de circular nos demais campi, nas outras cidades e é muito importante que a comunidade universitária e a comunidade em geral tenham oportunidade de constatar as ideias, ainda atuais, de Olívia Calábria”, destacou o reitor.

Olavo Calábria, professor do Instituto de Filosofia da UFU e sobrinho da homenageada da mostra, relembrou a influência que recebeu, ainda criança, de sua tia. “Tive a sorte de, desde criança, no colo dela, ouvir falar do filósofo Marx e do materialismo histórico dialético. E hoje estou na filosofia; sou professor da Universidade Federal de Uberlândia e trabalho com Kant, outro alemão. Estava comparando hoje que Kant viveu 80 anos, não se casou e dedicou a vida toda à filosofia. Olívia Calábria 'bateu nele': 90 anos, não se casou e dedicou a sua vida inteira à paz mundial, à liberdade de expressão, ao combate da exploração do homem pelo homem e tantas outras importantes lutas”, comentou.

Curadores da exposição: Thiago Lenine, diretor do CDHIS, e a estudante Raphaela Mamede. (Foto: Teruã Piau)

Thiago Lenine apontou a presença marcante de Olívia Calábria: “Mulher atuante, interessante, inteligentíssima”. Ele também destacou o papel de Raphaela Mamede, estudante que ajudou na execução da exposição. Por sua vez, ela destacou alguns desafios para a montagem dos trabalhos: “Tivemos muita dificuldade para pegar esse documento no acervo e trazê-lo para um formato mais perto possível do original. Foi muito legal ter essa oportunidade.”

A exposição faz parte das atividades que compõem o quadro cultural das comemorações do Centenário da Semana de 1922, promovido pela Diretoria de Cultura (Dicult), da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc/UFU). A mostra contém registros pessoais do acervo de Olívia Calábria que está abrigado no CDHIS.

Olívia Calábria foi defensora dos direitos das mulheres e comunista de destaque. Filha de imigrantes italianos, nasceu em São Paulo e, em 1914, veio para Uberlândia ainda criança. Junto ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), participou ativamente, desde a década de 1940, como militante, palestrante e integrante de comitivas internacionais.

Para Alexandre Molina, diretor de Cultura da UFU, “a exposição amplia as possibilidades de acesso ao trabalho de Olívia Calábria e seu protagonismo na luta pelos direitos sociais, com destaque para a atuação das mulheres no contexto político, apresentando o histórico de seu engajamento para a comunidade universitária e extrauniversitária”.

E você? Tem interesse em saber mais da vida de Olívia Calábria? A exposição ficará aberta a visitações até 15 de janeiro. Após esta data, deixa a Reitoria e começa a percorrer os campi avançados da UFU.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal