Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

29/11/2022 - 16:20 - Atualizado em 30/11/2022 - 10:54
Pesquisa da Eseba sobre pisos táteis à base de isopor é apresentada em mostra nacional
Projeto é fruto da Iniciação Científica na Educação Básica
Por: 
Túlio Daniel

Apenas 36 projetos foram selecionados em todo o país para serem apresentados. (Fotos: Arquivo pessoal)

Uma pesquisa desenvolvida na Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia (Eseba/UFU) foi apresentada na Mostra Nacional das Feiras de Ciência, que aconteceu entre os dias 21 e 26 de novembro, no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em Brasília.

Para participar da mostra, são selecionados até dois projetos de cada estado que já foram premiados e que tenham um currículo de apresentação em outros eventos científicos. O trabalho da Eseba que foi apresentado analisa a viabilidade e o desenvolvimento de pisos táteis à base de poliestireno expandido, o isopor. Por meio de processos, é possível transformar o isopor em uma massa plástica que é moldada e transformada nos pisos táteis.

A pesquisa iniciou-se no ano passado, com a aluna Clara Oliveira e sob orientação da professora Maísa Gonçalves da Silva. Na época, o trabalho avaliava a utilização do composto oriundo do isopor na fabricação de aeromodelos sustentáveis. Além de Oliveira, também participaram da pesquisa as alunas Camila Rodrigues e Mariane Torres. O projeto fazia parte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) para a Educação Básica, promovido pela Diretoria de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Dirpe/Propp) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Atualmente, Oliveira é aluna do Ensino Médio e bolsista do Instituto Brasileiro de Iniciação Científica (Ibic). O trabalho continua sob orientação de Silva e tem a participação de Erick Lima, Raphaela Fernandes e Davi Santiago. Dentre as várias premiações, a pesquisa já ficou em primeiro lugar na categoria "Ciências Exatas, da Terra e Engenharias" do Ciência Viva; além do credenciamento para a Feira Brasileira de Iniciação Científica (Febic), para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) e para o Encontro Internacional de Ciências e Tecnologia Estudantil Fenosista (EICYTEF), no Panamá.

“Ter o reconhecimento dentro da própria universidade e levar o trabalho para esse espaço é muito gratificante, porque estávamos nos maiores espaços do país que falam de pesquisa. É a possibilidade de dar visibilidade para a pesquisa na Educação Básica, que tem pesquisadores que fazem pesquisa de ponta”, comenta Silva.

A professora destaca, ainda, o apoio da universidade para as pesquisas, especialmente dos professores Adevailton Santos, da Feira Ciência Viva; Kleber del-Claro, que possibilitou a criação do Grupo de Estudos e Pesquisas em Inovações Tecnológicas (Gepit) na Eseba; e Murilo Vieira, atual diretor de Pesquisa e que viabilizou a implementação do Pibic na Educação Básica da UFU.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal