Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

18/11/2022 - 13:15 - Atualizado em 18/11/2022 - 19:39
UFU incentiva formação continuada de seu corpo docente
Batizado 'Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem: Saberes e Práticas', novo curso teve início neste mês e marca a volta das atividades presenciais da Divisão de Formação Docente
Por: 
Josias Ribeiro

Uma das competências da Divisão de Formação Docente (Difdo), vinculada à Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia (Prograd/UFU), é construir um espaço de diálogo e troca de experiências sobre a prática docente universitária, propondo ações de formação que expandem os saberes nas mais diversas áreas de atuação, ampliando as ações da universidade no cumprimento de suas funções sociais. O curso “Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem: Saberes e Práticas” foi criado tendo tais tópicos como base, além de buscar contribuir com o enriquecimento da relação docente-discente.

Imagem: Divulgação

Após dois anos com atividades remotas, a Difdo retoma as atividades presenciais com este curso, focado na importância da relação estudante-professor. Confiantes nesta iniciativa, as organizadoras acreditam que tal relação é um dos preceitos primordiais para a melhoria do ensino e aprendizado. "Minhas expectativas são muito positivas, porque a gente já tem uma avaliação positiva no remoto; então, você imagina no presencial, né? E, se ela já é muito positiva, eu acredito que só vai fortalecer e qualificar ainda mais esse processo educacional tão importante para todos”, afirma a professora Liliane Tannús, lotada na Faculdade de Odontologia (FO/UFU).

Foi ela quem ministrou a abertura do curso, no último dia 11 de novembro, no Bloco 5OB do Campus Santa Mônica. Tannús comentou sobre essa experiência e como surgiu a ideia de preparar este conteúdo, que descreve como "uma proposta inovadora e, ao mesmo tempo, de vanguarda": "Nós, profissionais, principalmente os da área da saúde, nos formamos nas nossas áreas e não nos preparamos para ser docentes. Então, vem dentro de uma linha que se faz necessária a preparação docente para estar em sala de aula e em outros espaços educativos. Essa é uma proposta de preparação docente, nas metodologias ativas de aprendizagem, que são um conjunto de metodologias que estão dentro da linha de pensamento construtivista, trazendo como base Paulo Freire, Jean Piaget, entre outros. Nós estamos sistematizando conhecimento, usando técnicas e tecnologias, mas sem esquecer a essência que chamamos de uma linha de pensamento construtivista.”

Primeiro encontro aconteceu no Bloco 5OB do Campus Santa Mônica, com vagas esgotadas. (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com a docente da FO, um dos pontos a ser destacado é a metodologia utilizada neste curso, que compreende o protagonismo do discente no ambiente de aprendizagem. "É preciso compreender que toda forma de metodologia ativa compreende que nós não estamos transferindo conhecimento, não estamos trabalhando com o método transmissivo ou convencional, em que existe o protagonismo docente, e não o discente. As metodologias ativas têm vários elementos que são diferentes para você compreender o ensino-aprendizagem. Um deles é o protagonismo do estudante na sala de aula, mas também há outros elementos, como a formação de um sujeito crítico-reflexivo!”, exemplidica, acrescentando a importância de se compreender o processo de troca de experiência, que vai de encontro ao pensamento freireano de que “ninguém educa ninguém”.

O projeto é desenvolvido em várias universidades ao redor do país, somando no total 10 edições. Quatro foram realizadas remotamente, devido à pandemia de covid-19. Liliane Tannús começou a participar das atividades na UFU nesse período e avalia que o formato remoto do curso serviu como um processo de experiência, sendo que algumas atividades puderam ser reutilizadas e sistematizadas para a volta ao modo presencial, principalmente no tocante ao uso das tecnologias e o processo de hibridez, que tem o digital como complemento para as atividades.

Liliane Tannús, docente do curso de Odontologia, é a responsável por ministrar o curso. (Foto: Arquivo pessoal)

“Nós estamos falando do mundo real e de como que a gente vai se conectar nesse mundo. E este curso é transversal, tanto que nós vamos ter professores aqui da Agronomia, da Odontologia, da Enfermagem, da Fisioterapia. Estamos tratando de um assunto transversal, que são os processos educacionais. E é muito boa essa interação, essa integração tendo essa possibilidade”, resume.

Com carga horária total de 60 horas, esta edição do curso segue um cronograma com quatro aulas presenciais e encerramento no próximo dia 16 de dezembro. A demanda e a participação dos docentes demonstram a satisfação de todos e os resultados positivos que estão sendo conquistados pela iniciativa.

Docentes em momento de atividade em grupo guiada. (Montagem com fotos de arquivo pessoal)

Fabiana Pádua é organizadora e também uma das participantes. Ela reitera a fala de Tannús e destaca as possibilidades que a volta das atividades presenciais está possibilitando, trazendo uma docência mais humanizada e integradora. "A próxima edição já está agendada para fevereiro de 2023. Quem quiser mais informações já pode entrar em contato via e-mail, em difdo@prograd.ufu.br" convida.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal