Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

07/12/2022 - 12:03 - Atualizado em 08/12/2022 - 18:49
Professores da UFU são convidados para workshop sobre ciberbiossegurança
Evento conta com 28 participantes, sendo dois da Universidade Federal de Uberlândia
Por: 
Naiara Ashaia

Foto: Milton Santos

Entre 5 e 9 de dezembro, a Sociedade Brasileira de Biossegurança e Bioproteção (SB3) realizará o workshop “Ciberbiossegurança para Instituições Biomédicas”.  Pela primeira vez no Brasil, a atividade contará com 28 participantes, sendo dois deles professores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU): Karinne Spirandelli, do Instituto de Ciências Biomédicas (Icbim), e Rafael Pasquini, da Faculdade de Computação (Facom).

Spirandelli conta que, em agosto, houve um workshop virtual com profissionais que já atuam na área de biossegurança e tecnologia da informação para abordar a temática da ciberbiossegurança. “Diante da nova realidade de ataques cibernéticos a instituições públicas e privadas mundialmente, se apresenta agora o risco de vazamento e sequestro de dados nas áreas laboratoriais e hospitalares, representando uma ameaça de proporções variáveis às populações”, completa a professora.

Neste sentido, a UFU tem implementado ações relacionadas à cibersegurança. O Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) aconselhou a mudança de senhas, promoveu o fechamento de sistemas em VPN, migração de e-mail, tecnologias de anti-SPAM, anti-phishing, dentre outras.

“Na perspectiva do CTIC, este workshop é muito importante, pois a comunidade de biossegurança poderá servir como exemplo para as demais comunidades da UFU. Estão sendo pioneiros em se preocupar com este tema de segurança cibernética no contexto do trabalho deles. Acho que este tipo de preocupação e consciência precisa nascer em toda a comunidade universitária”, aponta Pasquini.

O evento tem como objetivo promover a conscientização sobre segurança cibernética e bioproteção e, também, debater sobre boas práticas nesse ambiente. A proposta é aumentar o conhecimento de como proteger pesquisas e dados de laboratórios de alta contenção, diminuindo o risco de ataques cibernéticos.

Além disso, o workshop também capacitará os profissionais para que as informações e conhecimentos adquiridos sejam repassados para a instituição. “Para este novo evento, o objetivo é a formação de multiplicadores de informações e conhecimentos na área, com a finalidade de difundir estes conceitos e as medidas de prevenção aplicáveis a cada realidade laboratorial ou hospitalar”, ressalta Spirandelli.

Já Pasquini acredita que a formação e capacitação envolvendo soluções digitais é indispensável para a proteção e conhecimento sobre medidas preventivas. “Eu espero que, com o apoio das pessoas envolvidas com biossegurança, o tema cibernético venha a ser amplamente aceito e discutido no âmbito geral da UFU”, finaliza.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal