Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

20/08/2018 - 16:44 - Atualizado em 23/08/2018 - 08:01
UFU é aprovada em programa de internacionalização da Capes
Serão investidos R$ 300 milhões anualmente em projetos de 25 instituições
por Autor: 
Diélen Borges

Serão disponibilizados auxílio para missões de trabalho no exterior, recursos para manutenção de projetos, bolsas no exterior e bolsas no Brasil (Foto: Marco Cavalcanti)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, nesta segunda-feira (20/08), o resultado preliminar da análise de mérito do Programa Institucional de Internacionalização (PrInt). A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) está entre as 25 instituições selecionadas.

O PrInt é um programa de incentivo à internacionalização de instituições de ensino superior e institutos de pesquisa no Brasil que busca incrementar o impacto da produção acadêmica e científica dos programas de pós-graduação com, no mínimo, nota 4 na última avaliação quadrienal de 2017.

A Capes vai investir R$ 300 milhões no programa, anualmente, a partir de 2019. Os itens financiáveis são: auxílio para missões de trabalho no exterior, recursos para manutenção de projetos, bolsas no exterior (doutorado sanduíche, professor visitante júnior e sênior e capacitação em cursos de curta duração), bolsas no Brasil (jovem talento, professor visitante e pós-doutorado).

 

PrInt na UFU

A adesão da UFU ao Capes-PrInt foi aprovada pelo Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação (Conpep) em abril deste ano. Na ocasião os conselheiros também aprovaram o Plano Institucional de Internacionalização (PInt).

Os programas de pós-graduação que fazem parte do Capes-PrInt na UFU são 16: Economia, Administração, Imunologia e Parasitologia Aplicadas, Estudos Linguísticos, Geografia, Educação, Odontologia, Química, Física, Engenharia Química, Genética e Bioquímica, Ecologia e Conservação de Recursos Naturais, Ciência da Computação, Engenharia Mecânica, Engenharia Biomédica e Engenharia Elétrica.

"Nossa expectativa é desenvolver os nossos programas de pós-graduação e a pesquisa que acontece dentro desses programas. O grande objetivo do PrInt é construir projetos bem elaborados, que tenham uma proposta muito clara, como o que cada universidade vai fazer no exterior, com quem vai fazer e como vai fazer", afirma o reitor da UFU, Valder Steffen Junior.

 

A seleção da Capes

Participaram do processo seletivo, aberto em novembro do ano passado, 109 instituições de todo o país. Das 25 aprovadas, quatro são mineiras: além da UFU, as universidades federais de Minas Gerais (UFMG), Lavras (UFLA) e Viçosa (UFV). Os projetos aprovados terão início em novembro, com um prazo de duração de quatro anos.

Para fazer o diagnóstico institucional, a Capes observou a capacidade técnica do grupo gestor, a capacidade da instituição atender as metas definidas e a coerência, a viabilidade, o caráter inovador e a relevância da proposta, considerando o impacto sobre a instituição.

"A UFU vem amadurecendo na pesquisa e na pós-graduação nos últimos anos, com bons cursos avaliados. Nós tivemos também uma comissão muito dedicada que desde o primeiro momento tomou todos os cuidados para que nós pudéssemos apresentar um projeto bem elaborado, bem detalhado, caracterizando todas as ações a serem desenvolvidas", afirma o reitor.

O comitê gestor responsável pelo Projeto Institucional de Internacionalização da UFU é formado pelos professores Carlos Henrique de Carvalho (Faced), Adriano de Oliveira Andrade (Feelt), Carla Eponina Hori (Fequi), Flávio de Oliveira Silva (Facom), Gilmar Guimarães (Femec), José Roberto Mineo (Icbim), Paulo Eugênio Alves Macedo de Oliveira (Inbio), Valder Steffen Junior (Femec), Waldenor Barros Moraes Filho (Ileel), Petter Krus (Linköping University) , Luiz Ricardo Goulart (Ibtec) e Silvio Carlos Rodrigues (IG).

 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2019. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal