Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

22/03/2021 - 11:52 - Atualizado em 24/03/2021 - 16:04
Dia Mundial da Água: a irrigação na produção de alimentos
Conversamos com o professor Osvaldo Rettore sobre agricultura irrigada
Por: 
Julia Alvarenga

Registro de um pivô de irrigação utilizado em fazenda. Foto: Arquivo do pesquisador

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1993, o DIA MUNDIAL DA ÁGUA é celebrado em 22 de março. Como uma forma de celebrar a água e aumentar a conscientização quanto à crise global da água, um dos grandes objetivos é apoiar o cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6: água e saneamento para todos até 2030.

Já abordamos esse assunto em ANOS ANTERIORES e, em 2021, com o tema sendo a valorização da água, convidamos o professor Osvaldo Rettore, do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Uberlândia (ICIAG/UFU), Campus Monte Carmelo, para explicar um pouco mais sobre a irrigação e sua importância na agricultura.

De acordo com o professor, a agricultura irrigada traz benefícios que auxiliam na produção de alimentos e proporcionam segurança ao produtor. A técnica oferece a água necessária para desenvolvimento da cultura, quando há a diminuição da precipitação (chuva) prevista.

A irrigação também possibilita o cultivo de lavouras em regiões marginais e com baixa precipitação, aumentando a área agrícola e, consequentemente, a oferta de alimentos. Com os vários métodos e sistemas de irrigação, é possível até mesmo realizar a nutrição da planta através da água.

Essa técnica, a fertirrigação, é uma adubação que utiliza a água de irrigação para levar nutrientes ao solo. “Esta tecnologia possibilita um melhor parcelamento da nutrição necessária para a planta, proporcionando uma melhor eficiência da distribuição dos nutrientes. Além disso, a utilização de tecnologia diminui a necessidade de trânsito de máquinas na área cultivada, diminuindo a compactação do solo, a emissão de gás carbônico (CO₂) e o consumo de combustível fóssil”, explica Rettore.

Na região de Monte Carmelo, em razão de um período definido com ausência de chuvas, os produtores rurais utilizam a irrigação para garantir a produtividade. O sistema mais utilizado é o de irrigação localizada por gotejamento, nas culturas de café.

Exemplo de uma irrigação localizada, feita em plantação de café. Foto: Arquivo pessoal

O professor conta que a água é tratada com muita importância quando se trata da irrigação: “A agricultura irrigada trata a água com um bem de extremo valor, pois tem pleno conhecimento de sua importância e sua falta resulta em risco na produtividade e qualidade, resultando na menor oferta de alimentos.”

Para otimizar a utilização da água em áreas irrigadas, é preciso adotar sistemas de irrigação mais eficientes e fazer o manejo da irrigação, que consiste em conhecer as características do solo e as necessidades hídricas da cultura. “Nosso Grupo de Pesquisa e Extensão, o CinCi (Centro de Inteligência em Cultivos Irrigados), tem desenvolvido trabalhos justamente nessa temática. Como exemplo podemos citar o uso da água eletromagnetizada e algumas atividades de extensão voltadas à avaliação e recuperação de sistema de irrigação localizada por gotejamento”, conta o professor.

E exatamente pela água ser importante que precisamos preservá-la. A preservação das nascentes e das áreas em seu entorno são essenciais nesse quesito. Rettore comenta que a sustentabilidade pode começar com práticas simples de conservação do solo e da água. “Ações que facilitem ou oportunizem a infiltração da água no solo, como construção de terraços, bacias de infiltração, a utilização do plantio direto que mantém o solo protegido auxiliando também na conservação da umidade e na infiltração, são bons exemplos”, explica.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2021. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal