Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

20/09/2019 - 10:28 - Atualizado em 23/09/2019 - 14:33
UFU é um marco no desenvolvimento de Ituiutaba
Encerrando a semana do 118º aniversário do município, saiba como a implantação da Campus Pontal repercutiu positivamente em diversos setores
Por: 
Portal Comunica
Por: 
Gabriela Francis, Lucas Ribeiro, Mariana Oliveira e Naiara Ashaia

Todos os anos, mais de 600 novos alunos se matriculam no Campus Pontal. (Foto: Milton Santos)

 

Um pedaço da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em Ituiutaba, instituido em 2006, o Campus Pontal foi inaugurado em 9 de março de 2012. A construção se deu graças a investimentos de quase R$ 40 milhões nas instalações e equipamentos da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal (Facip).

Passados 7 anos e meio, a unidade conta com uma estrutura robusta, abrangendo 38 salas de aulas, 40 laboratórios, 4 auditórios, 84 vagas em bicicletários, academia, restaurante universitário e biblioteca. Atualmente, são três as unidades acadêmicas – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção e Serviço Social (Faces), Instituto de Ciências Exatas e Naturais do Pontal (Icenp) e o Instituto de Ciências Humanas do Pontal (ICHPO) –, com um corpo docente formado por 168 professores.

Todos os anos, o campus abre vagas para 648 novos alunos, distribuídos entre 11 cursos de graduação, sendo eles: Administração, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Física, Geografia, História, Matemática, Pedagogia, Química e Serviço Social. Para interessados em pós-graduações, são oferecidos dois cursos: especialização em Inclusão da Diversidade no Espaço Escolar e mestrado em Geografia.

Matriculado no 5º período de Engenharia de Produção, Pedro Felipe Pereira Crivelaro avalia que a presença da UFU é importante para o desenvolvimento social e econômico de Ituiutaba, cuja população atual é estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em aproximadamente 105 mil pessoas. “Aqui é legal pela proximidade com farmácias, mercados e a própria universidade, mas, por outro lado, a cidade não oferece muitas opções de lazer, além de não ser tão desenvolvida quanto Uberlândia”, lamenta.

Membro da Atlética Engenharias Pontal, Crivelaro comenta com orgulho que, assim como o município, ela também vem crescendo e se consolidando: “Apesar de sermos um campus menor que o de Uberlândia, acho muito legal defender minha atlética e fazer história com ela.”

Transformação

Quem acompanhou a construção do Campus Pontal é unânime em reconhecer o impulso que a implantação da universidade trouxe para Ituiutaba. O administrador Georges Pereira Dib, de 24 anos, mora em Uberlândia desde 2013, mas vai com frequência à cidade natal para visitar os pais. A seu ver, o primeiro grande  impacto deu-se no aumento da população estudantil, sobretudo formada por jovens vindos de outras cidades mineiras e de todo o país.

Dib relata que percebeu uma grande diferença no bairro onde foi edificado o campus. “Em 2006 era um grande nada. Já hoje o local conta com comércios, casas, prédios e inúmeras construções em andamento, sendo claro o impacto no desenvolvimento urbano”, sublinha.

Ainda de acordo com ele, os impactos da chegada de uma universidade federal são inúmeros. Além do desenvolvimento urbano da cidade, existe o fator social, possibilitando que estudantes que antes não teriam condições de pagar uma instituição privada tenham a oportunidade de acesso ao ensino superior de forma gratuita. “Além da questão social, houve mudanças tanto no âmbito cultural quanto econômico de Ituiutaba. Com a chegada de novas pessoas para estudar na UFU, o município teve de proporcionar mais atrações e atividades culturais. Por sinal, inúmeras delas ocorrem justamente devido ao apoio ou a projetos de extensão vinculados à universidade”, argumenta o jornalista.

Dib enumera mais alguns reflexos positivos da implantação e consolidação do Campus Pontal: “Também houve um crescente número de empresas que foram abertas após o início das atividades da universidade; o reaquecimento do mercado imobiliário nos arredores do campus; além da inserção dos egressos da universidade no mercado de trabalho local, nas indústrias sucroalcooleiras e na redes municipal, estadual e federal de educação.”

Questionado sobre as perspectivas para o futuro, o ituiutabano diz esperar que a cidade cresça ainda mais e que novos cursos possam ser implantados na unidade da UFU, “o que ajudaria ainda mais no desenvolvimento não apenas da cidade, mas de toda a região”.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal