Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

04/03/2022 - 20:30 - Atualizado em 01/04/2022 - 09:01
Conselho Universitário aprova retorno às atividades presenciais para os cursos de graduação da UFU
Medida vale para os conteúdos curriculares relativos ao semestre letivo 2021/2, com início no próximo dia 02/05
Por: 
Fabiano Goulart

Portaria principal do Campus Santa Mônica, o maior da UFU e onde está instalada a sua Reitoria. (Foto: Milton Santos)

O Conselho Universitário da Universidade Federal de Uberlândia (Consun/UFU) aprovou, por 107 votos favoráveis, 5 contrários e 3 abstenções, o retorno às atividades curriculares na modalidade presencial, referentes ao semestre letivo 2021/2 dos cursos de graduação da UFU, com início no dia 2 de maio de 2022.

De acordo com a titular da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), professora Kárem Ribeiro, considerando o estágio atual da pandemia e a cobertura vacinal alcançada e, ainda, os pedidos da comunidade acadêmica - em especial, a discente -, a UFU retornará às atividades letivas de forma presencial prioritariamente: “Continuaremos acompanhando a evolução dos índices e, com a certeza de que a preservação da saúde dos membros de nossa comunidade é imprescindível, estaremos atentos às eventuais necessidades de adaptações.”

O prazo determinado para a Prograd decidir sobre o formato de oferta de componentes curriculares para o semestre 2021/2 somente se encerraria no próximo dia 11, mas a reunião desta sexta-feira já definidiu a questão, com a aprovação da minuta de resolução apresentada pela relatora da matéria, a docente Núbia dos Santos Saad, da Faculdade de Engenharia Mecânica (Femec). Realizada em caráter extraordinário, esta foi a segunda reunião do Consun no ano de 2022 e teve pauta única.

O documento aprovado pelos conselheiros, dentre outros aspectos, estabelece que a carga horária que não puder ser integralizada de 15 (quinze) a 16 (dezesseis) semanas letivas presenciais deverá ser cumprida de forma assíncrona. O texto define, ainda, que o uso de máscara em todo o ambiente da universidade, seja aberto ou fechado, será obrigatório e que os procedimentos a serem adotados para a comprovação do esquema vacinal contra a covid-19 e acesso às dependências físicas no âmbito da UFU, tais como restaurantes universitários, bibliotecas, moradia estudantil e outros espaços institucionais, devem seguir as orientações contidas na Portaria Reito nº 287, de 3 de março de 2022.

Ao agradecer o envolvimento e as contribuições dos estudantes, técnicos administrativos e docentes envolvidos no processo que resultou na aprovação da minuta, a pró-reitora de Graduação comemorou e destacou a importância da decisão. “Hoje, a Universidade Federal de Uberlândia deu mais um grande passo quanto à organização das atividades acadêmicas para 2021/2. Agradecemos, em especial, à relatora do processo e aos membros do Conselho Universitário, que souberam ouvir os clamores da sociedade para que possamos prosseguir em nossa missão”, finalizou Kárem Ribeiro.

Confira, abaixo, a íntegra da Resolução Consun Nº 30, de 07 de março de 2022.

Representação 

Entre estudantes, técnicos administrativos e docentes, 156 membros representam a comunidade universitária da UFU no Conselho Universitário, por meio do Diretório Central do Estudantes (DCE), Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições Federais de Ensino Superior de Uberlândia (Sintet-UFU) e Associação dos Docentes da Universidade Federal de Uberlândia – Seção Sindical (Adufu-SS), respectivamente.

 

DCE

De acordo com Arthur Luiz Ferreira, um dos conselheiros representantes dos estudantes da UFU - e membro do Comitê de Monitoramento à Covid-19 da UFU – foram realizados vários debates com as entidades estudantis e, após decisão do Conselho de Centros e Diretórios Acadêmicos da UFU (Condas), o Diretório Central do Estudantes (DCE) seguiu a decisão de apoiar o retorno presencial após avaliar o aspecto epidemiológico da covid-19 e analisar formulários com mais de 4 mil respostas dos discentes. “As discussões foram profundas e abordamos os aspectos socioeconômicos e pedagógicos que afetam os nossos estudantes. Nossa preocupação é em viabilizar o máximo possível a vinda para a UFU, sobretudo dos estudantes mais pobres, que podem ter mais dificuldades para questões como mudanças de cidade", disse.

 

Sintet

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições Federais de Ensino Superior de Uberlândia (Sintet-UFU), representado no Consun por seu coordenador-geral, Robson Luiz Carneiro, dentre outros conselheiros técnicos administrativos, entende que, diante dos recentes dados sobre o controle da pandemia, sobretudo em relação ao avanço da vacinação, caminha-se para uma volta à normalidade. Contudo, torna-se fundamental o estrito cumprimento das recomendações do Comitê de Monitoramento à Covid-19 da UFU. “Nós temos uma preocupação muito séria que manifestamos no Fala Sintet, que é a de abrir as portas para uma normalidade e permitir que o pessoal que não se vacinou, por vontade própria ou por ideologia, trouxesse algum risco para o restante da comunidade que observou os preceitos e as recomendações da ciência, ou seja, a preocupação com uma volta sem os cuidados necessários e sem essa precaução de exigir o comprovante vacinal. Mas, diante de tudo que foi construído hoje, o Sintet acredita que a universidade realizou um trabalho bem democrático, bem saudável, bem a cara da UFU mesmo, e o Conselho Universitário está de parabéns. Agora,é a gente trabalhar para fazer cumprir aquilo que foi decidido”, ressaltou o conselheiro.

 

Adufu

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de Uberlândia – Seção Sindical (Adufu-SS), por meio de seu representante no Consun, Edilson Graciolli, afirma que “pautando-se pelas evidências de que as curvas de casos de infecção pelo coronavírus, demandas por internação e número de óbitos, vêm diminuindo, sendo este o resultado da ampliação da cobertura vacinal, [a Adufu] entende que o próximo semestre letivo, a se iniciar em maio, poderá se dar com o retorno das aulas presenciais. Registre-se que esse cenário poderia ter se estabelecido meses atrás, caso o Brasil tivesse contado com um eficiente plano nacional de vacinação, ao invés do negacionismo militante e prático que se verificou por parte do governo federal, sua base parlamentar e de parcela da própria sociedade civil”.

Em documento lido durante as discussões do Consun, o conselheiro apresentou críticas ao ensino remoto e reiterou a necessidade de serem observados os procedimentos de segurança, tais como o uso de máscaras, distanciamento social e disponibilização de álcool em gel para a higienização e a exigência de comprovação vacinal de todos os que frequentarem as instalações da universidade. “Por fim, há de prosseguir o monitoramento dos dados da pandemia, mesmo que se transforme em endemia, de forma que, havendo evidências de retrocessos no controle de novas variantes e seus desdobramentos, se possa reavaliar a decisão que hoje está sendo tomada”, reiterou Graciolli.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

>>> Leia também:

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal