Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

28/04/2022 - 08:27 - Atualizado em 28/04/2022 - 08:42
Comissão de Ética na Utilização de Animais da UFU ganha nova página online
Agora é possível tirar dúvidas pelo próprio site
Por: 
Túlio Daniel

Seguindo orientações do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Comissão de Ética na Utilização de Animais (CEUA) criou uma nova página hospedada no site da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP).

No site da PROPP, o ícone “Comissões e Comitês” apresenta as comissões de ética e biossegurança da UFU. Além da própria CEUA, encontram-se informações sobre a Comissão Interna de Biossegurança (CIBio) e sobre o Comitê de Ética em Pesquisas com Seres Humanos (CEP).

A novidade está na página da CEUA. Todo o conteúdo informacional está distribuído em abas, sendo que, na primeira delas, está a apresentação e missão da comissão, suas atribuições, regulamentações norteadoras do trabalho executado pelos membros colaboradores e também os nomes e contatos dos gestores. A aba “Pesquisadores” contém informações sobre o acompanhamento dos processos, o calendário das reuniões, instruções de como submeter um novo projeto para apreciação e outras informações importantes referentes às pesquisas que envolvem a comissão.

Ainda na página, foi inserido um espaço de respostas para dúvidas frequentemente enviadas para a CEUA. Todas essas informações são facilmente encontradas no link: www.propp.ufu.br/ceua.

 

Sobre a CEUA

A comissão teve seu regimento interno aprovado no final de 2012. O objetivo dela é fazer a revisão ética das propostas de atividades científicas ou educacionais que envolvam a utilização de animais vivos não-humanos, seguindo e promovendo as diretrizes normativas nacionais e internacionais.

Assim, o CEUA atua na defesa do bem-estar dos animais em sua integridade, dignidade e vulnerabilidade. No site da comissão, existem diversos formulários que dizem respeito a pesquisas que envolvam animais cobaias, domésticos ou silvestres, ou até mesmo para pesquisadores que desejam realizar aulas práticas que envolvam animais ou amostras biológicas (como urina e fezes).

O pesquisador que estiver desenvolvendo seu estudo deve entrar no site e encaminhar sua proposta à CEUA. Ele só poderá iniciar a pesquisa ou atividade educacional após a avaliação da comissão a respeito das informações fornecidas, como, por exemplo, se haverá uso de drogas, anestésicos, cirurgias, como será o tratamento pós-operatório, eutanasia, destino final, quem cedeu os animais, autorizações, dentre outros.

Rede de Biotérios de Roedores da UFU (REBIR). Na foto, curso prático de uso ético de animais em pesquisa, ministrado antes da pandemia de covid-19 (Foto: Propp/UFU)

Além da revisão ética, a comissão já promoveu alguns eventos. Em 2017, foi ofertado um curso preparatório com orientação para o manuseio de animais e palestras são promovidas frequentemente.

A CEUA, atualmente, é composta por 18 membros. Sob coordenação do professor Luiz Fernando Moreira Izidoro, lotado na Faculdade de Medicina (Famed/UFU), a comissão conta ainda com um representante da comunidade vinculado a uma ONG, um médico veterinário, um biólogo, e demais membros pertencentes à Escola Técnica de Saúde (ESTES), do Instituto de Ciências Biológicas (ICBIM), do Instituto de Biologia  (INBIO) e das faculdades de Odontologia (FO) e de Medicina Veterinária (Famev).

Você pode conhecer mais sobre as outras comissões de ética e biossegurança da UFU em outra reportagem publicada no Comunica UFU.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

TÓPICOS: 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal