Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

19/10/2020 - 12:10 - Atualizado em 20/10/2020 - 16:24
Eseba é premiada em Edital de Equidade Racial na Educação Básica
Projeto da Escola de Educação básica da UFU fica em 1° lugar entre 863 projetos inscritos.
por Autor: 
Marco Túlio Silva

Intitulado “Construindo uma escola antirracista: o ingresso e permanência de cotista na educação básica”, o projeto de pesquisa da Escola de Educação básica da Universidade Federal de Uberlândia  (Eseba/UFU) foi selecionado entre os 863 projetos inscritos no edital Equidade Racial e Educação básica, programa que busca identificar e apoiar pesquisas que apontem soluções para os desafios da equidade racial na educação básica brasileira.

O Edital Equidade Racial na Educação Básica: pesquisa aplicada e artigos científicos, é uma iniciativa do Itaú Social, com apoio do Instituto Unibanco, Fundação Tide Setúbal e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), realizado pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (Ceert). 

Os projetos contemplados pelo edital serão financiados com o valor de R$ 150.000,00, distribuídos ao longo de 18 meses, a partir de outubro de 2020. Além desse valor, a coordenação geral do projeto receberá uma bolsa mensal de R$ 3.000,00.

2020 é o ano de implementação de cotas étnico-raciais e socioeconômicas na Eseba, sendo a primeira escola a adotar esta prática na educação básica em Uberlândia, ação já praticada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) desde 2013. 

O comitê gestor do “Construindo uma escola antirracista” da Eseba é formado pela coordenadora geral do projeto, professora Neli Edite dos Santos, juntamente com as professoras Fernanda Cássia dos Santos (Área de História), Gabriela Martins Silva (Área de Psicologia Escolar) e Léa Aureliano de Sousa Machado (Área de Alfabetização). “Em junho de 2020, redigimos coletivamente o projeto, movidas pelo desejo de continuar o enfretamento do racismo estrutural, a identificação e superação de práticas racistas e diminuição da desigualdade racial históricas e promoção da equidade racial na escola”, disse a coordenadora do projeto.

 

Comitê Gestor do Projeto: Professoras Neli Edite dos Santos, Gabriela Martins Silva, Fernanda Cássia dos Santos e Léa Aureliano de Sousa Machado, respectivamente (Foto: Arquivos pessoais)

 

De forma prática, ao fim dos 18 meses de pesquisa, o grupo pretende produzir e recolher dados suficientes para analisar o impacto de ações de ingresso e de permanência na implementação da política afirmativa de cotas étnico-raciais na Eseba. Entre os procedimentos de pesquisa, o grupo propõe: análise documental; roda de conversa; observação participativa; intervenções pedagógicas; oficinas formativas; eventos de extensão e organização e publicação de um livro.

Os demais membros da Comissão para a Diversidade Étnico-Racial e Socioeconômica da Eseba integram a equipe do projeto, na condição de pesquisadores colaboradores, além do diretor da Eseba, professor Daniel Costa.

Na UFU, o projeto conta com a parceria institucional com o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Linguagens e Infâncias (Gepli), sob coordenação da professora Fernanda Duarte Araújo Silva e do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros (Neab), sob a coordenação da professora Cristiane Coppe de Oliveira.

Neli  acredita, ainda, que o projeto, além de acompanhar a ingresso e permanência de alunos cotistas na Eseba, possa influenciar outros colégios na promoção da inclusão na educação básica. “Esperamos que esse projeto impulsione reflexões sobre a equidade racial na educação básica da Universidade Federal de Uberlândia, e influencie outros colégios de aplicação federais e estaduais a se debruçarem no estudo do perfil de seus discentes, com vistas a promover maior inclusão e democratização na ocupação de suas vagas”, finaliza a pesquisadora.

Acesse o edital completo aqui.

 

 

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2020. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal