Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

05/10/2021 - 15:42 - Atualizado em 13/10/2021 - 13:57
Ganhadora de torneio feminino nacional de computação é aluna em projeto de extensão da UFU
Ensino estimula o raciocínio lógico matemático e ajuda estudantes de escolas a ingressarem mais preparados na universidade
Por: 
Laura Justino

Isabela Cunha é estudante da Escola Estadual Honório Guimarães, em Uberlândia (Foto: Arquivo pessoal)

Isabela Cunha, 15 anos, ganhadora de competição nacional de programação, estudante na rede pública de ensino fundamental, deseja ingressar no curso de Ciência da Computação na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), daqui a três anos. E o projeto de extensão Ensino de Programação de Computadores para Alunos do Ensino Médio e Fundamental, orientado pelos professores João Henrique Pereira e Luiz Cláudio Theodoro, da Faculdade de Computação (Facom), tem uma grande influência nessa escolha.

A adolescente é a campeã do Torneio Feminino de Computação (TFC) da categoria Júnior de 2021. O evento, que incentiva a inclusão e permanência das mulheres na área da informática, reuniu 37 meninas de todo o Brasil.

A prova foi aplicada de forma remota, em 12 de setembro. As competidoras responderam, em três horas, às quatro questões sobre C, C++, Java, JavaScript e Python 3, linguagens de programação utilizadas também na Olimpíada Brasileira de Informática (OBI): “Foi desafiador. O nível dos exercícios estava bem alto, então eu fiz a prova com um certo nervosismo”, revela Cunha.

A cerimônia de premiação foi transmitida pela plataforma Youtube, em 18 de setembro. A campeã recebeu uma medalha e garantiu sua vaga na terceira fase da OBI.

 

Escola de programação da UFU

O projeto de extensão é um aliado nas competições, pois aprimora o raciocínio lógico dos estudantes. Seu objetivo é ajudar a melhorar o sistema de educação, a partir do ensino de programação para alunos do ensino médio e fundamental, preferencialmente da rede pública.

“Não têm aulas on-line, mas o treinamento oferece os materiais de apoio e reuniões diárias de acompanhamento do aprendizado com o professor João Henrique. Fazemos a Review e a Retrospectiva, que compõem um momento destinado para cada um avaliar a sua evolução e fazer comentários e sugestões para o projeto da UFU”, explica Cunha.

O professor acredita que o projeto contribui positivamente na formação dos estudantes para atuar na universidade e na indústria. “A educação de qualidade é a chave para o desenvolvimento do Brasil. Esses jovens podem ajudar a humanidade a evoluir, pois, para trabalhar em áreas muito complexas, precisamos de cidadãos muito bem capacitados, como estes jovens que se dedicam ao aprendizado de tecnologia”.

O estudo é organizado em sprints, um conjunto de tarefas que devem ser executadas e desenvolvidas em um período pré-definido de tempo. “Usamos um formato moderno chamado Método Ágil, que consiste na organização de times autônomos em sprints, que se iniciam com uma reunião para planejar qual será o material de estudo dos alunos. Diariamente, fazemos uma reunião de 15 minutos na qual cada aluno responde o que foi estudado de ontem para hoje e o que vai estudar amanhã”, afirma Pereira.

O método de ensino utilizado pelo projeto é o Association for Computing Machinery - International Collegiate Programming Contest (ACM-ICPC). O ICPC é organizador do campeonato mundial universitário na área de Programação de Computadores. “O ICPC seria como a FIFA para a copa do mundo de futebol”, compara Pereira.

Para o treinamento e estímulo dos alunos, há dois robôs, o Uri Online Judge e o Neps Academy, que corrigem automaticamente a resposta para a questão e gera o ranking de desempenho, que estimula a pessoa  a estudar.

Cunha acredita que resolver exercícios adicionais, por conta própria, é o que faz diferença nas competições. Além do projeto de extensão, ela participa do Uberhub Code Club, um programa de incentivo à formação de desenvolvedores de software, com o objetivo de tornar Uberlândia referência nacional em programação.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal