Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

18/03/2022 - 10:19 - Atualizado em 22/03/2022 - 10:16
Que tal ouvir música nas aulas de História?
Confira na websérie 'A canção no ensino de História', produzida por pesquisadora do Campus Pontal da UFU
Por: 
Ítana Santos

Pedimos licença ao famoso ditado popular “quem canta seus males espanta” para criarmos uma adaptação dele nesta matéria. Por aqui, “quem canta nos estudos se agiganta”. Não entendeu o trocadilho? Nós vamos explicar. Você sabia que a apropriação da música para o ensino de algumas matérias pode ser um impulsionador na hora da aprendizagem? É a partir dessa premissa que surgiu a WebSérie “A canção no ensino de História”.

A graduanda Livia Boer, do curso de História do Instituto de Ciências Humanas do Pontal da Universidade Federal de Uberlândia (ICHPO/UFU), é a responsável pela criação da websérie. Ela desenvolveu essa produção a partir do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) intitulado “Música, Ensino de História e História Pública Digital: usos e possibilidades do YouTube como recurso metodológico”. Todo o projeto foi orientado e acompanhado pelo professor Wellington Amarante.

 

 

Boer nos conta que a ideia de criar uma websérie surgiu logo no início do ensino remoto durante a pandemia. O projeto de TCC já havia sido iniciado, mas as mudanças no formato das aulas fizeram com que fossem necessárias algumas alterações. A ideia inicial era criar algo voltado para a sala de aula presencial, mas as restrições causadas pelo novo coronavírus fizeram com que ela e seu orientador olhassem para a possibilidade de utilizar o YouTube como um recurso metodológico.

Amarante comenta que, do ponto de vista acadêmico, a websérie contribui para demonstrar que é possível investir em novos formatos de ensino sem perder o rigor científico. Já do ponto de vista social, a pesquisa e o produto final buscam se conectar com o público para além dos muros da universidade.

“O ensino de História é uma área que se expandiu bastante nas últimas décadas. É também uma área muito conectada com os desafios do presente. Diante desse quadro, trazer, para o centro da reflexão acadêmica, o YouTube, principal plataforma de vídeos do mundo, e demonstrar seus limites e potencialidades como recurso metodológico contribui enormemente para as reflexões na área”, afirma Amarante.

Quanto ao processo de produção da websérie, a aluna ressalta que foi um processo novo para ela, bem diferente do que estava acostumada. Com exceção do roteiro, que contou com contribuições de seu orientador, todo o restante do trabalho foi executado por ela, desde a escolha do tema até a edição e a publicação dos vídeos. A única coisa com a qual ela era familiarizada em todo esse processo era o tema. Tropicália foi o assunto a ser discutido por achar curiosa a ideia de se trabalhar esse movimento no ensino. Mas onde entra a música nessa história? Da curiosidade da aluna pela potencialidade dessa arte.

“A música sempre me chamou atenção, antes mesmo de ingressar no curso de História na UFU. Quando percebi que [a música] podia ser conectada à História como um recurso didático, logo comecei a estudar para entender melhor. Já utilizei a canção como fonte em outros trabalhos, mas nada tão aprofundado quanto agora.”

 

Livia Boer em um dos episódios da websérie. (Foto: Captura de tela)

 

E ela sugere uma verdadeira playlist de respeito para os professores de história que também desejam usar músicas em suas aulas. As indicações são:  Divino Maravilhoso - Gal Costa; Bom Conselho - Chico Buarque; Estado Violência - Titãs; Constraste Social - MV Bill; Capítulo 4, Versículo 3 - Racionais MC’s; A vida do viajante - Gonzaguinha; Fotografia 3 X 4 - Belchior.

“A música está presente nas nossas vidas desde que nascemos, nos momentos de dor, nos momentos de alegria, nas celebrações, nas conquistas, ou seja, mobilizar essa sensibilidade musical que é quase inerente ao ser humano pode ter impactos muito positivos no ensino de História”, ressalta Amarante.

Boer conclui esse trabalho com a certeza de que o YouTube é um excelente recurso didático e deve ser mais explorado pelos professores e historiadores, pois os recursos disponibilizados podem contribuir para a expansão do conhecimento. Além disso, tal iniciativa não carece de alto investimento financeiro.

A websérie “A canção no ensino de História” está disponível no canal do Laboratório de Pesquisa e Ensino de História (Lapeh) no YouTube. São três episódios, sendo eles: "Ensino de História e Música: O que é isso?", "Tropicália: o contexto, as artes e o movimento" e "Análise da música 'Panis et Circense'", além do vídeo de apresentação do trabalho. Lembrando que o conteúdo é indicado para todos os públicos e pode ser usado tanto pelos professores em suas aulas quanto pelos alunos nos momentos de estudos.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal