Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

19/09/2022 - 14:29 - Atualizado em 21/09/2022 - 18:40
Não deixe a peteca cair: modalidade marcará presença na Olimpíada UFU 2022
Originando-se dos costumes de povos indígenas, esporte foi desenvolvido em Minas Gerais
Por: 
Monallysa Leite

Reprodução: Pixabay

Você sabia que a peteca é um esporte que nasceu no estado de Minas Gerais? Pois é, essa modalidade veio como prática dos povos indígenas que habitavam em terras mineiras. A origem do nome deste desporto está relacionada aos povos de língua Tupi, que adotaram o termo Pe´teka, atrelado ao significado de “bater com a palma da mão”.

De acordo com registros e materiais encontrados, a confecção da peteca se diferenciava conforme culturas específicas, podendo ser constituída de fibras naturais, aderindo às cascas de bananeira e palhas de milho, por exemplo. Também eram utilizados tocos de madeira e palhas amarradas em pena de aves, jogando a peteca entre si como forma de diversão. Com o passar do tempo, a peteca, típica de jogo, ganhou um novo formato, com quatro penas brancas presas a uma base, e conectadas a um fundo feito com diversas camadas finas de borracha.

Foi também no território mineiro que as regras do jogo foram desenvolvidas. A partir disso, surgiram as primeiras quadras e a prática ganhou sentido competitivo, com campeonatos internos em diversos clubes da capital, Belo Horizonte, mais conhecida como “Beagá”. Apesar de já ser comum a prática da peteca no Brasil, apenas no ano de 1973 as regras deste esporte começaram a ser fomentadas. Em 1975, estas foram reafirmadas com a criação da Federação Mineira de Peteca (FEMPE). A oficialização veio por meio de uma resolução do Conselho Nacional de Desporto (CND). Vale destacar que esta modalidade foi conhecida e disputada mundialmente nos Jogos Olímpicos de 1920, na Antuérpia, cidade na Bélgica.

 

Regras básicas

Conheça algumas das regras oficiais da Confederação Brasileira de Peteca (CBP), que entraram em vigor em janeiro de 2022:

  • As equipes são formadas entre feminina e masculina, de acordo com as faixas etárias dos jogadores, que agrupam-se entre Pré-Mirim (até 9 anos) chegando a Profissional (idade livre);
  • Deve-se segurar a peteca com uma das mãos e bater nela com a outra, fazendo-a passar por cima da rede, no lado da quadra adversária;
  • A peteca é um jogo para ser disputado por duplas ou por equipes compostas por um único atleta (simples). Caso a peteca caia da mão do sacador antes de tocá-la, o ponto é repetido;
  • No decorrer do jogo, em qualquer circunstância, a peteca só pode ser batida com uma das mãos, uma única vez e por um único atleta.

 

Peteca no ar!

Conversamos com a Deborah Roberta, coordenadora do time feminino de peteca da Associação Atlética Acadêmica Marcel Resende Davi (A.A.A.M.R.D. Medicina/UFU). Por sinal, ela foi a campeã da modalidade na Olimpíada UFU 2019, a última edição realizada de modo presencial. Este é o terceiro episódio de uma série de vídeos do Projeto Olimpíada UFU 2022 que já está disponível no nosso Instagram. Chega logo, 14 de outubro!

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

>>> Leia também:

TÓPICOS: 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal