Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

04/11/2022 - 15:31 - Atualizado em 08/11/2022 - 20:30
50 anos da Escola Técnica de Saúde: a história pelos olhos do passado e do presente
Diretores da Estes falam um pouco sobre a trajetória na escola e as mudanças que ocorreram durante os seus mandatos
Por: 
Ítana Santos

Fotos: Milton Santos

“Resgatar nossa história é importante para a gestão, para que não nos esqueçamos de que a Estes foi - e continua a ser - construída por muitas mãos, pelo trabalho de tantos servidores que continuarão aqui entre nós nos anos vindouros, pois tudo o que vier a ser desenvolvido nos próximos anos terá indissociavelmente os valores primeiros daqueles que nos precederam”. Assim responde o atual diretor da Escola Técnica de Saúde da Universidade Federal de Uberlândia (Estes/UFU), professor Luiz Carlos Gebrim, quando questionado sobre como é estar à frente da instituição no ano que ela celebra o seu "jubileu de ouro".

Gebrim possui licenciatura e bacharelado em Ciências Biológicas, mestrado em Genética e Bioquímica e doutorado em Imunologia e Parasitologia Aplicada. Todas as formações dele foram obtidas na UFU. Trabalhou como docente de diferentes níveis de ensino: Educação Básica, Técnica e Superior. Entre os anos de 2008 e 2012, foi professor concursado no Instituto Federal Goiano. Veio para Uberlândia, por redistribuição, em 2013, para atuar na Estes e em 2021 tornou-se o diretor da escola.

Comemoração dos 45 anos da Estes, em 2017

No ano que Gebrim chegou à instituição, quem ocupava o cargo de direção era a professora Maria Helena Ribeiro Godoy, que ficou na função entre 2009 e 2013. Sua antecessora foi a professora Eneida de Mattos Faleiros, que foi diretora de 1991 a 2009. Já o sucessor foi o professor Noriel Viana Pereira, diretor durante os anos de 2013 a 2017.

Maria Helena Godoy também acumulou uma longa história na Estes antes de assumir a sua direção. Chegou em 1986, quando a escola ofertava apenas dois dos sete cursos atuais. A contratação dela, e de outras duas funcionárias, na época, tinha como objetivo a criação e implementação do projeto pedagógico do curso Técnico em Higiene Dental - hoje, chamado de Técnico em Saúde Bucal -, que teve sua primeira turma em 1989. Outro curso que iniciado durante sua passagem no comando da gestão foi o de Técnico em Patologia Clínica - hoje, Técnico em Análises Clínicas.

“Durante 27 anos no exercício da docência, procurei contribuir para a formação profissional e pessoal, de forma que os egressos pudessem exercer com o máximo possível de competência seu trabalho e, paralelamente, inserirem-se no contexto social de forma crítica, buscando construir uma vida mais feliz. [...] Sou imensamente grata a Deus e à Estes por terem me oportunizado a felicidade de trabalhar em um labor que não me cansava; pelo contrário, me energizava e trazia alegrias”, afirma Godoy.

Professora Maria Helena Godoy foi homenageada, durante a festividade dos 45 anos da Estes, pelos serviços prestados à instituição

 

Transformações

Enquanto a educação e a Estes transformam vidas, as pessoas também transformam a Estes. Durante esses 50 anos, todos que passaram pela instituição devem conseguir falar sobre uma transformação que tenha acontecido nela. A professora Maria Helena contribuiu com o nascimento de dois cursos durante sua época de docente na instituição e mais dois no período em que ocupou a direção. “Algo que me recordo bastante da época em que exerci a função de diretora da escola é que conseguimos dar sequência ao planejamento da professora Eneida, à qual sucedi, e pudemos ampliar espaços, adquirindo locais mais adequados para a Secretaria e o Setor de Arquivos, redistribuindo os já existentes para a acomodação de mais laboratórios, implementando os já existentes e mais dois cursos, o de Técnico em Controle Ambiental e de Técnico em Meio Ambiente”, comenta.

Na hora de creditar os responsáveis por tais transformações, o passado e o presente se encontram. “Nada acontece sem a colaboração da equipe; portanto, todos fomos responsáveis, cada um na sua medida, com o crescimento da Estes”, afirma Maria Helena Godoy. Palavras que convergem com a ideia também defendida pelo atual diretor, Luiz Carlos Gebrim, na fala que abre este texto. Ele, que está vivendo as mudanças da Estes como diretor desde 2021, ainda complementa: “Nosso objetivo é a participação de todos na gestão: docentes, técnicos e discentes. No que se refere a este trabalho, o nosso compromisso será sempre com a eficiência e a responsabilidade com a coisa pública, que é cabida ao cargo.”

 

50 anos da Estes

Sentimento de movimento, vitalidade e força são as sensações que os 50 anos da Estes despertam na professora Maria Helena Godoy. Já para Gebrim, ainda há a sensação de orgulho. “Esta escola histórica fez parte da minha formação como discente alguns anos atrás. Recebi muito apoio dos docentes da época e da infraestrutura na minha iniciação científica e no mestrado. Todos os docentes e técnicos da Estes relatam a satisfação em trabalhar nessa unidade. Assim, ser o diretor representa uma responsabilidade muito grande”, ressalta.

Apresentação cultural na festa de 45 anos da Estes

Ambos destacam a importância da instituição para o município e o Triângulo Mineiro. A professora Maria Helena frisa: “A Estes foi, talvez, uma das primeiras escolas de formação profissional em nível médio de Uberlândia e, desde então, tem contribuído enormemente para os serviços de saúde daqui e da região. Categoriza-se como ofertante de profissionais de excelente qualidade; seu corpo de pessoal sempre primou pela responsabilidade e competência e seus laboratórios são muito bem equipados, o que proporciona grandes oportunidades de desenvolvimento de práticas durante a fase escolar. Tem contribuído também, por meio dos projetos de pesquisa e extensão, com melhorias para as populações da cidade e entorno.”

Gebrim é enfático, ao afirmar que deseja ver a escola continuar fazendo história. “A Estes se consolidou no cenário regional como um centro de excelência na oferta de ensino público, gratuito e de qualidade que tanto nos orgulhamos nos dias atuais. O êxito desta escola técnica se deve ao trabalho daqueles que vieram antes de nós e construíram, com seus esforços, trabalho e sonhos, projetos de educação profissionalizante que estão criando oportunidades de empregabilidade individual e desenvolvimento socioeconômico local, regional e nacional há meio século”, aponta o atual diretor.

Já que 50 anos não são 50 dias - e os dois professores bem ressaltam a importância do trabalho de todos que já passaram, estão passando ou ainda irão passar pela Escola Técnica de Saúde da UFU - segue, abaixo, a lista de todos os professores que estiveram à frente da direção da escola e, em conjunto com os docentes, discentes e outros servidores, contribuíram para que a Estes chegasse ao seu "jubileu de ouro" com tamanho protagonismo:

  • 1972 a 1973 - Prof.ª Sônia Queiroz, do Curso Técnico em Enfermagem;
  • 1973 a 1983 - Prof.ª Nilza Lemos, do Curso Técnico em Enfermagem;
  • 1983 a 1991 - Prof.ª Ivone Melgaço Barbosa Marques, do Curso Técnico em Enfermagem (in memoriam);
  • 1991 a 2009 - Prof.ª Eneida de Mattos Faleiros, do Curso Técnico em Enfermagem;
  • 2009 a 2013 - Prof.ª Maria Helena Ribeiro Godoy, do Curso Técnico em Saúde Bucal;
  • 2013 a 2017 - Prof. Noriel Viana Pereira, do Curso Técnico em Enfermagem;
  • 2017 - Prof.ª Sheila Rodrigues de Sousa Porta, do Curso Técnico em Prótese Dentária;
  • 2017 a 2021 - Prof. Douglas Queiroz Santos, do Curso Técnico em Controle Ambiental;
  • desde 2021 - Prof. Luiz Carlos Gebrim de Paula Costa, do Curso Técnico em Análises Clínicas.

O evento especial da abertura das festividades do "Jubileu de Ouro" ocorre na próxima terça-feira, 8 de novembro, a partir das 14h, no anfiteatro do Bloco 2A do Campus Umuarama - saiba mais no Portal de Eventos da UFU.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

>>> Leia também:

TÓPICOS: 

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal