Pular para o conteúdo principal
Sustentabilidade

Fazenda da UFU receberá 10 mil mudas nativas do Cerrado para restauração de área de proteção ambiental

Em parceria com o DMAE, UFU realiza projetos de recuperação de vegetação nativa em área preservada

Publicado em 07/02/2024 às 15:45 - Atualizado em 09/02/2024 às 13:39

A ação é fruto de uma parceria entre a UFU e o Departamento Municipal de Água e Esgoto da Prefeitura Municipal de Uberlândia. (Foto: PMU)

 

A Fazenda Capim Branco é uma propriedade pertencente à Universidade Federal de Uberlândia (UFU), utilizada como local de aulas práticas e execução de projetos de alunos de graduação e pós-graduação. No dia 18 de janeiro, a Área de Preservação Permanente (APP) dentro da fazenda começou a ser preparada para receber o plantio de dez mil mudas nativas do Cerrado, em uma área de 1.807 km².

A ação, fruto de uma parceria entre a UFU e o Departamento Municipal de Água e Esgoto da Prefeitura Municipal de Uberlândia (DMAE/PMU), por meio do Projeto Buriti, será financiada com recursos da cobrança pelo uso dos recursos hídricos da Bacia do Rio Araguari e conta com o apoio do CBH Araguari por meio da Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Araguari (a ABHA Gestão de Águas), entidade equiparada às funções de Agência de Bacia do Comitê de Bacia Hidrográfica do rio Araguari (CBH Araguari). Serão 23 mil mudas plantadas pelo projeto com a verba arrecadada por meio de edital, com o objetivo de preservar e recuperar as nascentes do rio Uberabinha, o principal da região. 

A parceria não é de hoje. Já haviam sido plantadas mais de mil mudas de espécies florestais nativas do cerrado para a recomposição vegetal, em 2022, na APP dentro da Fazenda Experimental do campus Glória e da área de campo da Associação dos Servidores da Universidade Federal de Uberlândia (Asufub).

 

Autoridades visitando fazenda
Autoridades presentes no plantio de mudas no campus Glória, em 2022. (Foto: Alexandre Costa)

 

Intervenções do tipo são de extrema importância para o que se convencionou chamar de RAD (Recuperação de Áreas Degradadas), um dos pilares do esforço governamental e civil de remediar danos ambientais causados à natureza e construir um futuro mais sustentável. O plantio de mudas nativas é uma das técnicas mais comuns dessa recuperação, que geralmente inclui também estratégias como planejamento de proporções entre grupos ecológicos e o controle de insetos e plantas daninhas, além dos cuidados naturais com as novas plantas.

O RAD é essencial para a preservação e proteção de corpos hídricos, urbanos e rurais, e o funcionamento holístico dos biomas. Além de salvaguardar nascentes, também pode auxiliar na melhoria da qualidade da água, aumentar a estabilidade do solo e equilibrar os ecossistemas presentes. A UFU e o DMAE estão cumprindo com o seu dever público de promover ações de preservação como essa, assim como proporcionando um espaço de estudos e pesquisas para os estudantes da universidade.

 

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

Palavras-chave: Fazenda Capim Branco preservação vegetação Parceria prefeitura

A11y

Copyright© Universidade Federal Uberlândia.
Desenvolvido por Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação com o CMS de código aberto Drupal.