Pular para o conteúdo principal
Agenda 2030

Certificação de reconhecimento por práticas sustentáveis da UFU é renovada mais uma vez

Selo A3P é oferecido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) para instituições que firmaram o compromisso com pautas socioambientais

Publicado em 05/06/2024 às 15:13 - Atualizado em 07/06/2024 às 11:35

 

Pelo quarto ano consecutivo, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) recebeu o Selo A3P, projeto que certifica a instituição pelo seu comprometimento com a Agenda Ambiental de Administração Pública (A3P), criada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). Nas palavras de Valder Steffen Junior, “esse convênio consiste em um compromisso da instituição com a Agenda, que prevê a execução de ações que trabalhem pautas socioambientais, engajando e valorizando a participação da comunidade externa e interna à Universidade” - confira, no vídeo abaixo, a íntegra da declaração do reitor da UFU.

 

 

A responsabilidade socioambiental pode ser entendida como o comprometimento com um conjunto de lutas que proporcionem a saúde do ambiente e da sociedade. Neste cenário, o Estado possui função de criar políticas públicas sustentáveis e gerir aquelas que já existem, como é o caso da A3P. Esta agenda ambiental prevê e cataloga tais práticas, em cinco eixos: uso racional dos recursos naturais e bens públicos; gestão adequada dos resíduos gerados; qualidade de vida no ambiente de trabalho; sensibilização e capacitação; e licitações sustentáveis.

Segundo o site da A3P, os dados mais recentes informam que, ao todo, existem 477 Instituições vinculadas ao projeto, sendo 27 delas em Minas Gerais. Uma vez vinculadas, o MMA oferece a elas cursos de capacitação e conteúdo didático, além de disponibilizar o sistema Responsabilidade Socioambiental (ResSoA), que facilita o processo de diagnóstico e monitoramento institucional.

A UFU possui convênio com o projeto desde 2019 e teve seu selo renovado mais uma vez. O feito se torna ainda mais especial, por ter acontecido tão próximo ao "Dia do Meio Ambiente", uma vez que a data impulsiona as pautas anualmente defendidas pela A3P.

 

Imagem do certificado

 

Data simbólica

Nesta quarta-feira, 5 de junho, é comemorado internacionalmente o "Dia do Meio Ambiente". A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), no ano de 1972, para chamar a atenção da população para as pautas e discussões no que diz respeito às questões socioambientais, além de proporcionar uma reflexão a partir do debate coletivo. Alguns anos depois, em 1981, foi criada a Semana Nacional do Meio Ambiente, para intensificar as discussões promovidas pela data criada pela ONU. 

A cada ano, o dia é norteado por um tema ou objetivo que guiará as discussões e, neste ano de 2024, o tema é “a restauração de terras degradadas, o combate à desertificação e o aprimoramento da resiliência das comunidades”. Para Anne Caroline Malvestio, que é professora do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da UFU, “essa data é importante para dar visibilidade aos muitos impactos socioambientais que o modelo de desenvolvimento predominante vem causando e a urgência de mudarmos isso”.

Na UFU, o "Dia do Meio Ambiente" norteia eventos de diversas áreas e projetos, como a Mostra UFU Sustentável, que teve sua primeira edição realizada em 2023, na Semana do Meio Ambiente, e que promoveu o debate e apresentação de projeto e trabalhos que abordam o tema “sustentabilidade” desenvolvidos na universidade, além de diálogos com a comunidade externa por meio de palestras e rodas de conversa. O evento foi organizado pela Diretoria de Sustentabilidade (Dirsu) e desenvolvido de forma integrada com diversas diretorias, faculdades e unidades administrativas da UFU. 

Como explica o diretor de Sustentabilidade, Nelson Barbosa Júnior, durante a mostra, são realizadas palestras, mesas-redondas, exposições e outras atividades que abordam temas como gestão de resíduos, energias renováveis e conservação da biodiversidade, entre outros. Temáticas importantes a serem constantemente abordadas, a fim de reafirmar o compromisso da universidade e da comunidade com a preservação do meio ambiente. 

Sobre a relevância da iniciativa, o diretor comenta: “Este evento se destaca como uma plataforma essencial para a disseminação de práticas sustentáveis e para o incentivo de pesquisas e projetos que visam solucionar problemas ambientais. Ao promover a interação entre estudantes, professores, pesquisadores e a comunidade externa, a Mostra UFU Sustentável fortalece o papel da nossa universidade como uma instituição que busca não apenas a excelência acadêmica, mas também a responsabilidade socioambiental.”

 

Moça observa de perto uma onça empalhada
Mostra UFU Sustentável levou animais taxidermizados para os saguões do Bloco 5O. (Foto: Milton Santos)

 

O Selo A3P e a UFU

O trabalho da UFU no enfrentamento e discussão quanto às pautas socioambientais é articulado em diferentes projetos, propostos por unidades acadêmicas, administrativas e comissões. A parceria com o Ministério do Meio Ambiente, por meio das certificações A3P e da adesão da universidade ao Projeto Salas Verdes, faz parte desta política institucional.

O coordenador da A3P na UFU, Eunir Augusto Reis Gonzaga, explica que este projeto atua em dois módulos que realizam diálogos com diferentes instâncias dentro da universidade: o "Uso Racional de Recursos", no qual se faz o inventário do consumo de energia elétrica, água, combustíveis fósseis, viagens aéreas, papel, copos descartáveis, cartuchos e tonners, entre outros; e o módulo de "Boas Práticas". Estas informações estão disponíveis no Portal de Dados Abertos da UFU, no Painel de Sustentabilidade desenvolvido pela Dirsu e também no Portal da Transparência do Governo Federal.

O MMA, por meio do convênio com a A3P, não interfere na verba direcionada à instituição vinculada, mas sim orienta e fornece materiais didáticos para auxiliar no processo do cumprimento das propostas, seguindo as diretrizes norteadoras das instruções normativas vigentes. A instituição tem suas particularidades e recursos mapeados e realiza uma espécie de “prestação de contas” do que foi feito em seus espaços, no que diz respeito às práticas sustentáveis, para que, assim, receba a renovação do selo - como ocorreu no ano passado e foi divulgado no Portal Comunica UFU.  

No tocante às boas práticas, o compromisso selado com a A3P é verificado pela exposição de projetos desenvolvidos na universidade, de ensino, pesquisa, extensão e gestão. São elencadas atividades e práticas que considerem e valorizem pautas socioambientais em sua composição.

Gonzaga também atua como presidente da Comissão Institucional de Gestão e Educação Ambiental (Cigea/UFU). Ele relata os esforços atuais deste grupo: “Hoje, a comissão está se debruçando sobre a elaboração do Plano de Logística Sustentável (PLS) da nossa universidade, a partir das novas instruções normativas vigentes. O PLS precisa estar em diálogo e consonância com o que é discutido pelo Comitê Gestor de Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (CGODS) e, também seguindo as orientações do Tribunal de Contas da União (TCU), contemplar a A3P e inseri-la no planejamento institucional.”

Na UFU, a Cigea foi criada pelo Conselho Superior (Consun), em atendimento à Política Ambiental da Universidade, sob o objetivo de supervisionar a sua implementação. Conforme a professora Anne Caroline Malvestio, que é vice-presidente da comissão, “o PLS é um importante instrumento de gestão ambiental porque define diretrizes e critérios de sustentabilidade para guiar as compras e contratações das instituições públicas". Ela acrescenta: "Se, enquanto universidade, buscamos gerar impactos positivos na sociedade, é fundamental que as questões ambientais e sociais estejam incorporadas em todos os níveis de tomada de decisão da instituição”.

Desta forma, a consolidação e implementação do Plano de Logística Sustentável simboliza um aprofundamento do trabalho que já é realizado em busca de práticas mais sustentáveis e reitera o compromisso da UFU com a Agenda 2030, com o Ministério do Meio Ambiente e com a sociedade.

 

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

Palavras-chave: Selo A3P Agenda Ambiental sustentabilidade desenvolvimento sustentável UFU DIRSU

A11y