Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

06/10/2021 - 17:38 - Atualizado em 06/10/2021 - 19:21
NBA lança primeiro volume da coletânea voltada à melhoria da experiência remota
Produzido por estudantes e professores da Faculdade de Medicina da UFU, 'Você me escuta, você me vê' é o título da publicação inicial do projeto do Núcleo de Bem-Estar Acadêmico
Por: 
Josias Ribeiro

Imagem: Divulgação

 

Com parceria e financiamento da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia (Famed/UFU), o Núcleo de Bem-Estar Acadêmico (NBA) promove o lançamento do Volume I “Você me escuta, você me vê”, da coletânea “NBA: em tempos de pandemia”, cujo acesso é gratuito.

Devido à paralisação do ensino regular nas universidades e adoção do ensino remoto, a educação teve que se ressignificar e os alunos precisaram reaprender as formas de estudo. Desse modo, se tornou possível analisar as dificuldades que o ensino brasileiro possui quanto ao universo on-line.

Tendo problemas que vão desde a falta de internet ou material tecnológico adequado para o estudo a cancelamentos de aulas devido à invasão de hackers, os estudos remotos se mostraram como alternativa para a continuidade do ensino mundial. Além das dificuldades já citadas, outros fatores que impactam diretamente o aprendizado são o psicológico e a condição emocional dos estudantes na troca de informações virtualmente.

O material desenvolvido pelo NBA em apoio dos estudantes e docentes procura auxiliar os sujeitos que estão sendo afetados com essa forma de ensino e suas relações remotas, a partir de uma leitura simples e leve que possa contribuir com a reflexão e melhoria do emocional dos leitores.

“Nós, do Núcleo do Bem-Estar Académico, estamos sempre atentos às demandas da nossa comunidade estudantil, na Famed. E, quando começamos a voltar o ensino de forma modular, ou seja, as aulas teóricas das disciplinas, começaram surgir diversas demandas por parte dos estudantes e professores em relação ao ensino remoto. Então, percebemos que havia dentro disso um adoecimento mental da comunidade. A partir daí, começamos a pensar em qual forma poderíamos usar para amenizar as situações de estresse e, ao mesmo tempo, manter melhor vinculação entre os protagonistas das atividades remotas”, explica a professora e idealizadora Karina Zago. 

A docente reafirma que o grande foco da obra é trazer uma forma de reflexão que possa colaborar na melhoria das relações remotas de ensino. “O livro surge a partir da demanda de estudantes e professores que precisavam pensar e refletir sobre um modo de se relacionar de maneira saudável, e não adoecedora pela webconferência. Nós partimos do princípio que essa forma teria que envolver aproximação e vínculo, que é algo mais difícil na relação interpessoal por via remota digital. Buscamos trazer estratégias e possibilidades de reflexão acerca dessa interação, de modo que seja mais empático e que satisfaça as necessidades emocionais dos sujeitos que estão trabalhando na webconferência", detalha.

Lançado no fim de setembro e dando destaque aos membros da Faculdade de Medicina, o livro se destina a todos os estudantes e professores universitários que queiram se beneficiar desse trabalho, trazendo exemplos de casos e situações que servem para qualquer tipo de relação entre docentes e discentes nas diversas situações do ambiente universitário.

 

Colaboração e produção

Entre os membros de idealização e organização do livro, Karina Salustiano Souza se destaca como uma das principais colaboradoras do projeto. A acadêmica ingressou no curso de Medicina da UFU no segundo semestre de 2017 e comenta a respeito das dificuldades e diferenças entre o ensino remoto e o regular: “O ensino remoto foi muito impactante para mim. Alterar a rotina das atividades práticas para um novo modelo de ensino foi bastante assustador e frustrante. No início, foi muito difícil me adaptar às novas mudanças: passar o dia sentada em frente ao computador; ficar imaginando como colocar em prática tudo aquilo que o professor estava ensinando e, o mais importante, terminar o dia me perguntando se eu conseguiria absorver alguma coisa.”

Alguns dos problemas enfrentados por ela foram compartilhados por milhões de brasileiros no último ano. “Foi um desafio lidar com os problemas de conexão, a exaustão de ver várias aulas seguidas e a timidez de compartilhar não apenas a minha imagem na câmera, mas também mostrar um pedacinho do meu lar para todos aqueles que assistiam às aulas. Tudo isso foi somado ao medo, a ansiedade, a inquietude e as incertezas que a pandemia trouxe em 2020”, narra Souza. 

Apesar disso, ela ressalta que essa nova forma de ensino trouxe também oportunidades para o aprimoramento de algumas habilidades, conseguindo aprender e desenvolver novas técnicas, principalmente no que se refere ao domínio das novas tecnologias e informática. Servindo de reflexo dos milhões de brasileiros que estão no ensino remoto e buscam mudanças ou melhores condições de ensino, a estudante de Medicina conseguiu transformar um momento desafiador em algo grandioso com a coletânea “NBA: em tempos de pandemia”.

“A pandemia foi um momento de experimentar e atuar em outros setores da faculdade, entre eles o Diretório Acadêmico. A partir dele, eu tive a oportunidade de compor o NBA. Para mim, foi muito impactante saber que parte dos sentimentos de tristeza, angústia e preocupação trazidos pela pandemia não se resumiam a mim e aos meus colegas. O Volume I da coletânea é o resultado de um trabalho incrível, uma obra constituída por personagens variados que tem por objetivo trazer representatividade, refletindo a nova realidade dos discentes, docentes e técnicos administrativos da Famed. Espero que a leitura possa auxiliar essas pessoas a passarem esse momento difícil com mais leveza e resiliência”, finaliza Karina Salustiano Souza.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2021. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal