Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

04/02/2022 - 11:03 - Atualizado em 10/02/2022 - 10:07
Serviço de Oncologia do Hospital de Clínicas da UFU realiza primeira radiocirurgia
Eliminação de tumor de forma não invasiva, sem necessidade de anestesia e de cortes, foi possível graças ao novo Acelerador Linear, equipamento de ponta que custou cerca de R$ 6,3 milhões e está disponível na unidade desde o ano passado
Por: 
Portal Comunica
Por: 
Com informações da assessoria de comunicação do Grupo Luta Pela Vida

Fotos: Alexandre Oliveira/Grupo Luta pela Vida

Nas últimas semanas de janeiro, foram realizadas as primeiras sessões de radioterapia estereotáxica no Serviço de Oncologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh/MEC). Conhecida por toda a sociedade como Hospital do Câncer, a unidade foi idealizada pelo Grupo Luta pela Vida, que apoia todas as atividades desde o início.

O procedimento, que tem um nome não tão popular, é basicamente uma cirurgia realizada por meio de radioterapia. O paciente que recebeu o tratamento tinha um tumor na próstata, eliminado de forma não invasiva, sem a necessidade de anestesia ou de cortes.

A radiocirurgia é uma novidade possível graças ao novo Acelerador Linear, instalado na unidade no ano passado. Além das sessões de radioterapia, o moderno aparelho permite realizar exames de imagem como tomografia, em tempo real, para o melhor posicionamento do feixe de radiação e maior segurança para o paciente e para a equipe. “Este aparelho funciona emitindo campos extremamente localizados. Nós adquirimos a imagem, por meio de tomografia da área que será tratada, e fazemos a fusão com exames de imagem anteriores, como a ressonância, PET-CT SCAN, e delineamos o volume que queremos tratar”, explicou a Dra. Claudia Helena Tavares, médica radio-oncologista e chefe do Setor de Cuidados Especializados do HC-UFU.

Por ser um procedimento cirúrgico altamente detalhado e minucioso, é indispensável a utilização de alta tecnologia e uma equipe multidisciplinar preparada para a sua realização. “Com esse equipamento, muitos pacientes que não eram tratados e considerados fora de possibilidade de tratamento passaram a ter chances de cura”, contou o médico responsável pelo Serviço de Radioterapia do Setor de Oncologia do HC-UFU, Dr. Eurípedes Barra.

 

Sobre a Rede Ebserh

Desde maio de 2018, o HC-UFU faz parte da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC). A Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades, por meio de uma gestão de excelência.

Essas unidades hospitalares, que pertencem a universidades federais, têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde das regiões em que os hospitais estão inseridos, mas se destacam pela excelência e vocação nos procedimentos de média e alta complexidades.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal