Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

07/04/2022 - 11:17 - Atualizado em 12/04/2022 - 12:01
Uso de drones em plantações melhora a qualidade da colheita, afirma pesquisa
Projeto apoia a redução de agressões ao meio ambiente e foi aprovado na bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq
Por: 
Laura Justino

Uma das etapas do projeto de Backes é criar uma base de imagens de linhas de plantio. (Foto: Pixabay/ Selo: Viviane Aiko)

O professor André Backes, da Faculdade de Computação da Universidade Federal de Uberlândia (Facom/UFU), está desenvolvendo um projeto que vai construir uma base de imagens aéreas de linhas de plantio em diferentes culturas, com foco na cana-de-açúcar. Ele está entre os 63 novos bolsistas de Produtividade em Pesquisa (PQ) na instituição, cujos trabalhos serão tema de mais uma série no portal Comunica UFU.

Backes relata que os veículos aéreos não tripulados (vants), também conhecidos como drones, têm sido usados cada vez mais no setor agrícola, tornando mais preciso o monitoramento do ambiente com imagens de baixa ou média altitude e contribuindo para o aumento da qualidade da colheita. O mapeamento das linhas realizado pelos drones permite um melhor planejamento de cultivo, o que reduz custos e a agressão ao meio ambiente, afirma o pesquisador.

Esse trabalho é aliado na tentativa de combater o desmatamento e se baseia na agricultura de precisão. Esse termo está associado à pesquisa, coleta de informações e uso de tecnologias para analisar e monitorar as condições nas áreas plantadas de forma mais precisa e eficiente.

“Isso permite definir um sistema de suporte para a tomada de decisões visando a um melhor manejo da cultura, otimizando o uso de insumos e aumentando o retorno financeiro”, explica o professor.

Backes pretende desenvolver métodos computacionais de análise das imagens capturadas pelos vants, que devem auxiliar no monitoramento automatizado das linhas de plantio. Assim, os drones podem identificar os índices de vegetação e, também, a presença de doenças e pragas.

 

Produtividade em Pesquisa

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou, em fevereiro de 2022, o resultado final referente às Bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ). Foram aprovados 63 pesquisadores da UFU, das diferentes áreas do conhecimento. A UFU soma, agora, 133 bolsistas ativos no sistema.

O objetivo das bolsas é valorizar pesquisadores que possuam produção científica, tecnológica e de inovação de destaque, incentivando o aumento dessas produções.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal