Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

16/05/2022 - 13:53 - Atualizado em 19/05/2022 - 08:34
Empresa Júnior desenvolve plataforma para reaproveitar rejeitos de construção e demolição
Constru Soluções em Engenharia e Arquitetura ganhou competição organizada pela Delloite Brasil com a Brasil Júnior
Por: 
Heuler Reis

Imagem: Acerco da Constru

A Empresa Júnior (EJ) de Engenharia Civil e Arquitetura, Constru Soluções em Engenharia e Arquitetura, vinculada à Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi a vencedora do hackathon organizado de forma on-line pela Delloite Brasil em parceria com a Brasil Júnior (Confederação Brasileira de Empresas Juniores), entre os meses de fevereiro e março deste ano.

A Constru, da UFU, trabalhou com a temática dos Resíduos de Construção e Demolição (RCDs). O objetivo foi dar um destino a esses rejeitos que fosse mais amigável ao meio ambiente, ao mesmo tempo que causasse um impacto social significamente positivo.

Pensando nisso, a EJ desenvolveu a plataforma “Construir, Reutilizar e Ajudar” (CRA). Nela serão anunciados os materiais excedentes de obras de construtoras para que sejam vendidos a preços mais baixos ou doados para entidades sociais que precisarem.

A plataforma que contará com site e aplicativo propõe impacto positivo direto na construção civil. (Imagem: Acervo Constru)

O impacto sócio-ambiental, de acordo com a Constru, se dá em três eixos principais: diminui a poluição gerada pelo descarte indevido de RCDs, proporciona a pessoas com baixa condição financeira a oportunidade de comprar a um preço mais acessível e é a oportunidade perfeita para repassar algo que simplesmente seria jogado fora ou guardado ao tratar, limpar e recortar esse material para um novo uso.

Talita Lúzio, diretora-presidente da Constru, diz que a premiação obtida pela vitória na competição – no valor de R$ 7 mil – foi muito bem-vinda. Ela deixa claro que, assim como todas as EJs, a Constru não possui fins lucrativos e todos os recursos são revertidos na capacitação dos seus membros e manutenção da empresa.

Contudo, por acreditarem no potencial do CRA, os planos são reverter o prêmio inteiramente no projeto. “Esse prêmio será revertido no desenvolvimento e nas etapas de desenvolvimento da plataforma. Caso sobre alguma quantia, a gente irá aplicar na manutenção da empresa e no desenvolvimento de nossos membros”, conta Lúzio.

Pedro Paulo (à esquerda), Talita Lúzio (ao centro) e Luana Oliveira (à direita) fazem parte da Constru Soluções em Engenharia e Arquitetura. (Foto: Milton Santos)

Sobre os próximos passos para o projeto, Lúzio diz que a equipe já possui mais ideias para a plataforma, mas aponta que há a necessidade de maior financiamento para que a ideia chegue ao público e tenha o impacto social desejado com sua implementação. “A gente tem consciência que é um passo novo estar desenvolvendo um produto e uma solução como essa. Nós dentro da própria UFU também buscamos o apoio da Casulo, que é uma aceleradora de startups da Faculdade de Engenharia Civil (Feciv/UFU). Nosso compromisso principal com ele é que ele atinja o seu objetivo social, o seu objetivo ambiental e obtenha esse impacto positivo no ramo da construção civil que é a sua proposta”, conclui.

 

Sobre o evento

Hackathons são competições que propõem a inovação por meio de uma disputa positiva de ideias e de ações entre os envolvidos. O evento da Delloite Brasil e da Brasil Júnior teve como proposta um desafio para as EJs para que criassem soluções, produtos ou serviços relacionados a ESG, ou ASG na sigla em português, que significa “Ambiental” (A), “Social” (S) e “Governança” (G).

“Ambiental” faz referência às práticas ambientais de uma empresa ou entidade, envolve temas relacionados a aquecimento global, poluição, desmatamento, gestão de resíduos etc. “Social” trata da responsabilidade social e do impacto positivo das empresas ou entidades em prol de uma comunidade ou sociedade. Enquanto a “Governança” está ligada a políticas, processos, estratégias e orientações de administração dessas empresas e entidades.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal