Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

05/09/2022 - 11:00 - Atualizado em 09/09/2022 - 12:43
Como o cinema trata computadores e hackers?
Professor da UFU publica vídeos que aproximam o universo cinematográfico, inteligência artificial e computação
Por: 
Laura Justino

O computador processa o código binário, uma forma de exibir e transmitir informações. (Foto: Freepik)

Você conhece a cena em que as pessoas utilizam o computador para localizarem o bilhete premiado no filme “A Fantástica Fábrica de Chocolate”? Ou se lembra quando o robô “R2-D2”, da franquia “Star Wars” (Guerra nas Estrelas), hackeou os sistemas de computadores da nave “Estrela da Morte” para ajudar os seus amigos?

Esses momentos marcantes das telas podem ser educativos. André Backes, professor da Faculdade de Computação da Universidade Federal de Uberlândia (Facom/UFU), está lançando vídeos em seu canal que explicam a relação entre o humano e o computador no mundo cinematográfico.

O canal administrado por Backes, chamado “Programação Descomplicada”, tem o objetivo de disponibilizar videoaulas para auxiliar no ensino e aprendizado. O professor, que é entusiasta do cinema, percebeu que a maioria dos alunos não conhecem os filmes considerados clássicos e, por isso, decidiu unir o entretenimento à educação.

Backes publicou, até o momento, dois vídeos que mostram como os computadores eram tratados e usados pelos personagens em 1960, 1970 e 1980: “Como o cinema via a computação é um registro histórico, tanto do uso dos equipamentos, como da percepção que as pessoas tinham da computação. Isso permite vermos como a computação evoluiu”, afirma.

O conteúdo on-line chamou a atenção dos alunos: “Acho que muitas pessoas até escolhem a área de TI por influência de alguns filmes. A ideia dos vídeos é excelente. Eu gosto bastante de cinema, mas não conhecia os filmes menos famosos. É interessante como o cinema trata o computador, ainda mais filmes futurísticos, que mostram robôs e inteligência artificial super avançadas”, comenta Ademar Neto, aluno do curso de graduação em Sistemas de Informação da UFU.

Backes desenvolveu o aplicativo Movie Frame, em abril de 2021, que desafia o usuário a reconhecer o nome do filme que está na imagem. Ele acredita que a divulgação científica é uma parte importante no dia a dia dentro da universidade.

“Fazer um vídeo mais lúdico, mostrando como algum conceito da computação funciona, ajuda os nossos alunos a entenderem aquele conceito e também serve de divulgação, para que outras pessoas, inclusive de outras áreas, possam se interessar pela computação”, conclui o professor.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal