Skip to:

FacebookInstagramLinkedinTikTokTwitter YoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

19/01/2023 - 14:17 - Atualizado em 23/01/2023 - 14:45
Pesquisadores do Laprosolda são bicampeões do Prêmio Petrobrás Inventor
Nos últimos dois anos, integrantes do curso de Engenharia Mecânica da UFU foram destaque em depósitos de patentes com aplicação tecnológica voltada para soluções
Por: 
Vitória Marcelino

Inventores do Grupo Laprosolda no evento de premiação referente ao ano de 2021. (Arte: Grupo Laprosolda)

A primeira invenção premiada do Laboratório de Processos em Soldagem (Laprosolda), vinculado à Faculdade de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Uberlândia (Femec/UFU), especializado no desenvolvimento de processos de soldagem e de manufatura aditiva, em 2021, foi um dispositivo utilizado em processos de soldagem manuais, reconhecido pela inovação fornecida para a execução da operação. Atualmente, ainda se encontra em processo de patente e os pesquisadores tiveram de esperar 18 meses de sigilo, razão pela qual o prêmio só foi entregue no final do ano passado. O Prêmio Inventor Petrobrás trata-se de uma iniciativa da empresa, a qual reconhece e homenageia os pesquisadores e inventores que desenvolveram, no ano anterior, projetos inovadores que resultaram em pedidos de depósito de patentes.

Normalmente, o soldador realiza de dois a três movimentos com a mesma mão enquanto segura uma vareta. Por essa razão, a novidade pensada pelos pesquisadores foi a criação de um mecanismo capaz de manter essa peça fixa na mão do operador. Sendo assim, ele pode se preocupar apenas com controlar o posicionamento e o avanço em relação ao outro objeto.

“Tínhamos contratado um soldador de Uberlândia, mas ele tinha experiência apenas com o processo tradicional chamado Eletrodo revestido. Então, elaboramos esse dispositivo para ensiná-lo e ajudá-lo a fazer as atividades; daí vimos que esse dispositivo poderia ter muito mais benefícios”, explica Marcos Vinícius Machado, professor no curso de Engenharia de Produção da UFU e pesquisador no grupo Laprosolda.

O dispositivo criado visa, além de que o operador conduza e controle mais facilmente a vareta, benefícios como oferecer mais segurança no trabalho, diminuir as chances de retrabalhos e acidentes, minimizar a fadiga e dores na mão do soldador, dar consistência à geometria do cordão, garantir sucesso com poucas etapas de reposição do arame e reduzir o custo do processo. O pesquisador Lucas Alves, que tem mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica pela UFU, atua no Laprosolda e é um dos idealizadores do projeto, também explicou sobre as etapas do processo de criação.

Graças à manufatura aditiva, método conhecido de impressão 3D, muito utilizado pela equipe justamente para acelerar a produção de protótipos e de produtos inovadores, o projeto ficou pronto dentro de quatro semanas. “De forma geral, a inovação proposta melhora dois aspectos da produção, tanto operacional quanto ergonômico, assim como a saúde ocupacional do operador. A qualidade do processo em si também melhorou; então, ganhamos nos dois lados”, relata Alves.

Ao final, o grupo Laprosolda conseguiu entregar um projeto compromissado com uma solução rápida tanto para a indústria geral, como para a Petrobrás e, também, para os trabalhadores de soldagem. Além dos benefícios já citados, o dispositivo também otimiza a aprendizagem do processo, tornando-o mais rápido para novos operadores.

O projeto de inovação desenvolvido pelo grupo foi considerado pela Petrobrás como TRL 9, já pronto para operação e uso. A Escala TRL foi criada pela Nasa, sendo utilizada para avaliar os Níveis de Maturidade Tecnológica ao mesmo tempo em que permite a comparação direta entre diferentes tecnologias.

Ambos os entrevistados declararam que o prêmio não somente recompensa o esforço da equipe, dos pesquisadores e dos professores, como também é um motivador para continuar investindo em pesquisas, visando entregar inovações para a sociedade.

Evento de premiação referente ao ano de 2022. (Foto: Divulgação/Grupo Laprosolda)

Em 2022, o grupo foi igualmente premiado, desta vez pela criação de um sistema embarcado de monitoramento de dados no contexto da indústria 4.0 e da transformação digital para o setor de fabricação mecânica. Os pesquisadores da UFU agraciados em 2022 foram: Louriel Oliveira Vilarinho, Lucas Alves do Nascimento, Marcus Vinícius Ribeiro Machado, Rodrigo Maciel De Godoy e Cristhian Silva Carvalho. A cerimônia de premiação aconteceu no Centro de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes/Petrobrás), no Rio de Janeiro. A equipe Laprosolda não pôde estar presente, mas foi representada por seu interlocutor Filipe José Soares Martins, engenheiro da Petrobrás e também inventor premiado.

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2023. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal