Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

24/08/2022 - 11:46 - Atualizado em 13/09/2022 - 10:03
'Que comecem os jogos': nós estávamos com saudade dessas palavras
Retorno da Olimpíada Universitária da UFU ao modo presencial já está com data marcada e com um cartel de modalidades reformulado
Por: 
Ítana Santos

Um aviso aos universitários! Se você é estudante UFU, gosta de esporte e todo o clima festivo que ele proporciona, é bom descansar bastante nestas férias porque o final de ano promete. A Divisão de Esporte e Lazer Universitário, da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil da Universidade Federal de Uberlândia (Diesu/Proae-UFU), divulgou a data da Olimpíada Universitária UFU 2022. Depois de dois anos acontecendo de forma remota, a competição volta ao presencial, com a abertura marcada para o dia 14 de outubro e jogos até 27 de novembro. Ou seja, a gente começa na Olimpíada UFU, passa pela Copa do Mundo de Futebol Masculino - saindo com o hexa, de preferência - e emenda nas festas de fim de ano. Tudo isso, sem parar de fazer ciência; é claro!

Apresentação das Arlekings, equipe de cheer dance da Associação Atlética Acadêmica das Artes, na abertura da Olimpíada UFU 2019, realizada na Arena Sabiazinho. (Foto: Milton Santos)

A Olimpíada Universitária UFU é o evento esportivo da instituição com maior número de participantes. Ele reúne estudantes de todos os cursos e dos sete campi - Educação Física, Glória, Monte Carmelo, Patos de Minas, Pontal, Santa Mônica e Umuarama. Os jogos, que já são tradição na UFU e na cidade de Uberlândia, têm como objetivo promover a integração socioesportiva entre os acadêmicos, estreitando os laços de amizade e congregando-os em um evento esportivo de qualidade, além de incentivar a prática esportiva em busca de uma maior qualidade de vida e bem-estar.

O coordenador da Diesu, Adilson Souza, afirma que a expectativa da equipe organizadora para o retorno presencial dos jogos é grande. Ele também aproveita para ressaltar a importância de “garantir a realização do maior e mais esperado evento esportivo da instituição, que conta com mais de 2 mil estudantes/atletas diretamente envolvidos, movimentando o Centro Esportivo Universitário e demais locais de competição durante as disputas de diversas modalidades coletivas e individuais”.

Retornar aos jogos presenciais é um desejo de todos, mas não uma tarefa fácil. Além do trabalho da organização do evento, as Associações Atléticas Acadêmicas (AAAs) também precisam se reformular para essa retomada e apontam algumas dificuldades, como comenta a diretora esportiva da AAA Monetária, Luiza Rodrigues, discente do sétimo período de Ciências Econômicas: “Até o momento, desde a volta do ensino presencial, o único campeonato presencial que a Monetária participou foi a Copa Inter Atléticas (CIA). E, olha, foi bem puxada a preparação [risos]. Acho que o principal ponto foi o fato de muitos atletas já terem se formado e precisarmos selecionar atletas novos para disputar por nós. A maior dificuldade foi nas modalidades coletivas, porque exige muita interação entre os atletas e essa ligação/intimidade é construída ao longo do tempo.”

AAA Monetária foi vice-campeã da última edição presencial da Olimpíada UFU. (Foto: Ítana Santos)

 

#jáéjogos!

Com datas definidas, hora de intensificar os treinos e convocar atletas e torcida. As 20 AAAs da UFU - Agrárias, Artes, Aplicadas, Biologia Pontal, Biológicas, Computação, Direito, Educa, Engenharias do Pontal, Engenharias de Uberlândia, Engenharias e Biotecnologia, Exatas, Exumadas Pontal, Fisioterapia, Humanas, Marcel Resende Davi (Medicina), Moca, Monetária, Márcio Teixeira (Odonto) e Psicologia - devem realizar as inscrições de seus atletas, por modalidade, até 29 de setembro. Só será permitida a participação dos estudantes que estiverem regularmente matriculados em cursos de graduação ou pós-graduação na UFU até o dia 14 de outubro de 2022.

Para esta edição da Olimpíada Universitária UFU haverá disputas de 14 modalidades, duas a mais que a última edição presencial, em 2019. O evento, que já contava com atletismo, basquete, e-games, futebol de campo, futsal, handebol, judô, natação, peteca e tênis de mesa, volta a ter o tênis de campo e conta com a inserção da competição entre as equipes de cheerleaders - que antes ocorria fora do calendário olímpico.

Adilson Souza explica porque foi possível fazer esta reformulação da quantidade de modalidades: “Nas duas últimas edições da Olimpíada Universitária (2018 e 2019) tivemos que fazer algumas adaptações no evento, tanto nas modalidades ofertadas como na forma de disputa, para conter gastos. Já em 2020 e 2021, em virtude da pandemia do covid-19, o calendário esportivo da UFU teve uma redução significativa do número de eventos realizados, gerando também uma redução nos custos planejados, o que nos permitiu idealizar essa Olimpíada atendendo integralmente as modalidades disputadas nesse torneio, além de incorporar o cheerleading, que acontecia em outro momento do calendário, mas já era uma solicitação das equipes para se tornar uma modalidade oficial da Olimpíada.”

Luiza Rodrigues se mostra muito animada com o aumento das modalidades na Olimpíada Universitária UFU. “Acho incrível a ideia de integrarmos cada vez mais modalidades e cada vez mais atletas! O clima de jogos, de competição, de torcida e a sensação de pertencer a algo maior, que é a atlética, é incrível. Então, quanto mais, melhor”, resume a diretora esportiva da AAA Monetária. 

 

… 5, 6, 7, 8

O cheerleading é um esporte que nasceu dentro das universidades estadunidenses e, com o passar dos anos, ganhou o mundo, tanto que ele fará sua estreia nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. No Brasil, esse esporte ainda é pouco popular, mas já é frequente nos espaços universitários, principalmente na UFU, que desenvolve competições específicas para essa modalidade e tem equipes conhecidas e campeãs nacionalmente. Agora, a disputa acontecerá dentro da Olimpíada Universitária UFU.

Adriel Estevam é estudante de Engenharia Mecânica e faz parte do Sexylions, equipe de cheerleaders da AAA Engenharias de Uberlândia. Ele ressalta a importância de ter o seu esporte no rol olímpico da UFU. “É muito importante a inserção do nosso esporte na Olimpíada, uma vez que dedicamos horas de treino, assim como qualquer outra atividade que já está no rol dos jogos. Além disso, traz mais visibilidade e importância para o esporte em si. Isso é uma meta que todos atletas do cheerleading visam alcançar. Então, a inclusão do cheer nessa Olimpíada mostra que a instituição valoriza nosso esforço e também apoia os times”, aponta Estevam.

Sexylions é uma das equipes mais tradicionais do país e atual campeã da CIA 2022. (Foto: Alexandre Costa)

O futuro engenheiro mecânico também menciona como é bom o cenário do cheers na UFU, listando-a entre as grandes potências do Brasil. “Temos times campeões brasileiros, atletas que foram para a Seleção Brasileira e até que estão em times internacionais.” O estudante revela que chegou a se preocupar com a possibilidade da pandemia prejudicar de forma definitiva os times da UFU, mas testemunha que viu que as equipes conseguiram se reerguer e reestruturar após a pausa dos treinos em conjunto.

Por ser a primeira vez do cheerleading na Olimpíada, essa modalidade será disputada no modo de "teste", ou seja, não contará pontos para a classificação final das equipes. Nem por isso, porém, os atletas se mostram desanimados. Muito pelo contrário, como conta o estudante de Engenharia Mecânica: “Mesmo sendo um teste, com certeza estamos muito ansiosos. Competição é o que move o Sexylions. Agora, contando pela primeira vez para a atlética, vai ser uma experiência incrível e nossos atletas já estão empolgados. Os treinos não pararam desde a nossa última apresentação. São 6 horas semanais de treinos que vêm construindo mais uma rotina linda e a galera está com muita energia. Vamos mostrar isso nos tatames!”

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal