Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

10/05/2022 - 18:53 - Atualizado em 10/05/2022 - 19:02
Mães, mulheres e cientistas - não necessariamente nessa ordem
Podcast da UFU aborda as vivências de pesquisadoras nos diversos papéis que exercem socialmente
Por: 
Naiara Ashaia

 

O Dia das Mães nasceu em 1908 como uma forma de homenagear Ann Jarvis. Essa mulher passou sua vida fazendo trabalhos sociais com mães na Virgínia do Norte, nos Estados Unidos. Quando faleceu, sua filha Anne Jarvis deu continuidade ao sonho da mãe de fazer com que a sociedade reconhecesse o esforço das mulheres que são mães e sua importância para a comunidade. A data fez tanto sucesso que em 1930 o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, oficializou o dia das mães em todos os segundos domingos do mês de maio.

Nesse ínterim, muita coisa mudou. Mais mulheres entraram no mercado de trabalho e também no campo da ciência. Segundo a pesquisa Produtividade acadêmica durante a pandemia, produzida pelo Parent In Science em 2020, apenas 4,4% dos docentes que conseguiram trabalhar naquele ano de forma remota eram mulheres brancas com filhos, enquanto as mulheres negras com filhos representavam 3,4%. Quando comparado aos pais, 15,8% dos docentes eram homens brancos com filhos e 12,2% eram homens negros com filhos.

Para Marina Cunha, doutoranda em Ecologia na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), faltam políticas públicas que acolham mulheres que são mães e também pesquisadoras. “Se a gente não incluir pessoas que cuidam de outras pessoas, pessoas que cuidam de crianças, ou vamos parar de fazer crianças, como já acontece em alguns países do mundo, ou vamos começar a formar pessoas muito mal formadas, porque não demos opções para esses pais”, afirma.

Marina Cunha e Iasmin Walchan, mestranda do Instituto de Letras e Linguística da UFU, são convidadas do episódio #46 - Mães, Mulheres e Cientistas, do podcast Ciência ao Pé do Ouvido, publicado nesta terça-feira (10/5) pela Divisão de Divulgação Científica da UFU nas principais plataformas de streaming. O episódio aborda a vivência das pesquisadoras e como equilibrar os diversos papéis que empenham socialmente.

Ouça a entrevista completa no Ciência ao Pé do Ouvido, disponível nas principais plataformas de streaming: Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music ou diretamente no Anchor.

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal