Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

05/10/2022 - 12:37 - Atualizado em 07/10/2022 - 11:56
Inovação, transformação digital e sustentabilidade na cadeia de suprimentos: uma análise de empresas do setor siderúrgico
Confira mais um “Leia Cientistas - Especial TCC”; desta vez, do curso de Gestão da Informação
Por: 
Portal Comunica UFU
Por: 
Eduardo de Moraes Quirino Pequi*

 

Pesquisa foi direcionada para setor de siderurgia no Brasil. (Foto: Freepik)

O estudo foi desenvolvido entre 2021 e 2022, como parte do Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). O artigo resultante do estudo foi aprovado na banca de defesa de trabalho de conclusão do curso (TCC) de Gestão da Informação da Faculdade de Gestão e Negócios (Fagen) em março de 2022.

A pesquisa teve seu recorte a partir de uma das áreas de pesquisa da professora Verônica Freitas de Paula, que foi minha orientadora no processo de desenvolvimento da Iniciação Científica e TCC. Em nossas reuniões, ela me passou o recorte para o estudo da cadeia de suprimentos e as características complexas que envolvem os processos produtivos de produtos que consumimos. Além disso, o direcionamento do tema tinha como guia a tecnologia aplicada na cadeia de suprimentos e como esse fator influenciaria na sustentabilidade dos processos e contribuição com o meio ambiente. 

A cadeia de suprimentos caracteriza-se como um complexo de relações entre organizações que realizam atividades mútuas para atingir metas e alcançar produtividade em seus negócios. Ou seja, comporta o processo produtivo, desde a extração da matéria-prima, até a construção e entrega de algum produto. As organizações, então, se relacionam a fim de obter coerência e equilíbrio para que o mercado e a oferta de produtos estejam regulares. 

Nos últimos dois anos, com a pandemia de covid-19, é possível observar, como consumidores, o quanto a informatização de processos foi necessária e intensa nos períodos de isolamento. Portanto, o fator tecnologia na cadeia de suprimentos é algo importantíssimo para a comunicação entre organizações para que as produções e programações logísticas sejam assertivas. Ademais, a informatização serve como vantagem competitiva para as empresas, uma vez que estreitam o relacionamento com o cliente ao informar todos os pontos de sua entrega, fornecendo serviços melhores. Além disso, o fator sustentabilidade tem sido ponto de foco das organizações e os impactos que a indústria tem dentro de complexos produtivos foram colocados como pontos de análise e questionamento nas análises de dados ao longo do trabalho.  

Assim foram justificadas as diretrizes do trabalho. O estudo não objetivava analisar o comportamento da cadeia de suprimentos somente no recorte de tempo que confere o período pandêmico e de isolamento social, mas o quanto a tecnologia vem influenciando nesses processos ao longo dos anos. 

Para que pudéssemos especificar e melhor direcionar a pesquisa para analisar dados e estudar casos reais no mercado, foi feito o direcionamento do tema para o setor de siderurgia no Brasil. A construção das análises de dados foram feitas com base em entrevistas que realizei com empresas do setor do aço, com base em um roteiro pré-definido pela orientadora. Fiz contato com três empresas do setor de estudo, por ligação telefônica e, após a coleta de informações, transcrevi as entrevistas e extraí os principais pontos de cada uma das respostas obtidas. Posteriormente, foram feitas análises de dados com o software de análise de palavras KH CODER®. As análises foram divididas em três seções relativas ao roteiro: Rede de Inovação, Rede de Transformação Digital e Rede de Sustentabilidade.

Cada uma das seções contou com a construção de análises que forneciam gráficos denominados “cluster de palavras” e “coocorrência de palavras”. O “cluster de palavras” forneceu uma análise de palavras que foram ditas e o software fez seu agrupamento para que assim fossem entendidos os principais assuntos que devem ser levados em consideração quando tratamos o tema e também se os tópicos confirmam as informações trabalhadas no referencial teórico do trabalho, conferindo, assim, a confiabilidade entre teoria e pesquisa de campo. O segundo tipo de gráfico, denominado “coocorrência de palavras”, mostra ao leitor quais as palavras, ditas na coleta de dados, ocorrem quando uma outra palavra aparece no texto, fazendo assim a relação entre os tópicos e quais relações, entre as problemáticas exploradas, são comuns às três empresas entrevistadas. 

Por fim, o trabalho apresenta as conclusões tidas a partir da pesquisa realizada. Como foi um trabalho de caráter empírico, as análises funcionaram como um guia para fundamentação da teoria trabalhada ao longo do estudo. Como o tema apresenta grande dinamicidade, não é possível generalizar para todos os setores os resultados e observações tidas nas análises de dados, porém, é possível entender a dinâmica da cadeia de suprimentos e os desafios que as organizações enfrentam para os processos de transformação digital e a sustentabilidade, criando processos inovadores e com direcionamento para uma produção verde.

 

*Eduardo de Moraes Quirino Pequi é graduando em Gestão da Informação pela Universidade Federal de Uberlândia (último período). Grande entusiasta da área de dados. Gosta de analisar cenários e, a partir deles, fornecer informações para tomadas de decisão no ambiente organizacional. Apaixonado pelo meio acadêmico e pelas aplicações que podem ser feitas no mercado de trabalho dos conceitos aprendidos. 

 

A seção "Leia Cientistas" reúne textos de divulgação científica escritos por pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). São produzidos por professores, técnicos e/ou estudantes de diferentes áreas do conhecimento. A publicação é feita pela Divisão de Divulgação Científica da Diretoria de Comunicação Social (Dirco/UFU), mas os textos são de responsabilidade do(s) autor(es) e não representam, necessariamente, a opinião da UFU e/ou da Dirco. Quer enviar seu texto? Acesse: www.comunica.ufu.br/divulgacao. Se você já enviou o seu texto, aguarde que ele deve ser publicado nos próximos dias.

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal