Skip to:

FacebookTwitterFlickrYoutubeFeed RSS

  • Aumentar
  • Diminuir
  • Normal

Current Size: 100%

30/09/2022 - 12:53 - Atualizado em 05/10/2022 - 10:42
Autoriza o árbitro: é hora de conhecer mais sobre o futsal
Descubra curiosidades sobre um dos esportes mais disputados da Olimpíada Universitária UFU
Por: 
Vitor Bueno

Falcão, Ferrão, Amandinha; esses são alguns dos principais nomes do futsal brasileiro, que é uma das modalidades esportivas mais tradicionais do país. O futebol de salão, nome dado ao esporte quando chegou ao Brasil em 1935, surgiu cinco anos antes, em 1930, no Uruguai. A criação é de Juan Carlos Ceriani Gravier, à época professor de Educação Física da Associação Cristã de Moços (ACM) de Montevidéu.

Há registros de que no início da prática do esporte os times possuíam até sete jogadores em quadra, número que posteriormente foi reduzido para os tradicionais cinco que conhecemos hoje. Outra mudança feita no esporte foi o peso da bola, que em um primeiro momento era mais leve do que é hoje, fato que chegou a causar alguns incidentes, ocasionados pela potência dos chutes aliada ao pequeno tamanho da quadra.

Outra curiosidade sobre o futsal é que, devido a disputas políticas entre a Federação Internacional do Futebol (Fifa) e o Comitê Olímpico Internacional (COI), ele não é um esporte olímpico. Porém, se não está presente nos Jogos Olímpicos de Verão, a presença da modalidade na Olimpíada Universitária UFU é certa.

Final do futsal masculino da Olimpíada Universitária UFU 2019 foi entre Fisioterapia (verde e preto) e Engenharia Pontal (laranja). (Fotos: Ítana Santos/Arquibancada UFU)

Para a edição de 2022, a primeira no formato presencial após a pandemia de covid-19, foram inscritas 39 delegações, sendo 19 na categoria feminina e 20 na masculina. Pelos números é possível notar que o futsal é uma das modalidades mais disputadas da competição.

Em 2019, a Associação Atlética Acadêmica (A.A.A) Fisioterapia foi a campeã do futsal masculino e se prepara para buscar o lugar mais alto do pódio novamente. O atleta Igor Tavares, presente naquele time vitorioso, hoje é capitão da equipe e reforçou o peso de serem os atuais campeões. “A gente traz esse fardo a mais de defender o título, mas estamos muito motivados e treinando forte para conquistar o bicampeonato seguido”, explica.

Fisioterapia levantou a taça em 2019

Além do desafio de vencer o futsal pela segunda vez seguida, o time verde-negro encontra outra dificuldade, que é de muitos jogadores estarem se preparando para disputar a sua primeira Olimpíada Universitária, fato esse que vem sendo levado em conta durante a preparação da equipe. “É a primeira olimpíada pra maioria do time, porque são muitos calouros, mas a gente tenta prepará-los psicologicamente, tentando trazer motivação para a disputa”, revela Tavares.

Quanto aos treinos, ele conta que são realizados de um a dois encontros por semana, mas que os atletas precisam ficar atentos à parte física, pois essa tem que ser trabalhada de forma individual. “Cada um cuida do físico à parte e a gente vem aqui para juntar o máximo de técnica e tática e ir preparado pro jogo."

Igor Tavares atuando pela Fisioterapia na final de 2019

O futsal é o tema do sexto episódio de uma série de vídeos do Projeto Olimpíada UFU, que acabou de sair no nosso Instagram! O grande dia é logo ali! Vem, 14 de outubro!

 

Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pela Diretoria de Comunicação Social da Universidade Federal de Uberlândia (Dirco/UFU) é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(s) o(s) autor(es) e o Portal Comunica UFU.

 

>>> Leia também:

Av. João Naves de Ávila, 2121 - Campus Santa Mônica - Uberlândia - MG - CEP 38400-902

+55 34 3239-4411 | +55 34 3218-2111

© 2022. Universidade Federal de Uberlândia. Desenvolvido por CTI, com tecnologia Drupal